Imagem da matéria: Justiça condena executivos que manipularam preço de tokens usando robô de investimento
Shutterstock

O Tribunal Federal de Nova York, EUA, condenou na semana passada a empresa de criptomoedas Hydrogen e seu executivo, o americano Michael Kane, a pagarem US$ 2,8 milhões em multas por terem manipulado o preço do token HYDRO entre os anos 2018 e 2019 em um golpe do tipo pump and dump.

Eles ainda serão julgados por fraude eletrônica e podem pegar até 20 anos de prisão, segundo o Departamento de Justiça dos EUA.

Publicidade

O golpe foi constatado após vazamento de conversas entre integrantes do esquema, que deixou pelo menos US$ 2 milhões de prejuízo a investidores que compraram o token na época. Além de Kane, também são réus o seu compatriota, Shane Hampton, e o sul-africano George Wolvaardt.

Atualmente, a Hydrogen se apresenta focada em aplicativos para a web3. No entanto, de acordo com a SEC, na época da venda, os tokens eram vendidos como ativos ligados à geração de energia hidrelétrica.

Manipulação de preço

De acordo com o processo, a  manipulação de preço do token HYDRO veio à tona depois do vazamento de conversas. Conforme explica o processo, essas conversas mostram que Tyler Ostern, CEO da Moonwalkers Trading – empresa que atuou para formar o mercado do token para a Hydrogen – teria manipulado o preço do ativo por meio de um robô trader.

Também fez parte da estratégia listar o token HYDRO no maior número possível de plataformas consideradas pequenas em volume para chamar a atenção das grandes, diz a denúncia. 

Publicidade

Os‘bot’, explica o site, emitiam várias ordens de compra e venda, muitas vezes cancelando-as antes de serem executadas, para fingir uma negociação robusta dos ativos.

Neste caso, Ostern também foi condenado a pagar uma multa de US$ 42 mil pelas operações ilícitas. Kane também deve pagar US$ 260 mil à SEC. No geral, a Hydrogen lucrou US$ 2,2 milhões com o golpe.

Fonte: Coinmarketcap

Conversas vazadas sobre o pump and dump

Conforme descreveu o site The Block, poucos dias após o início da manipulação do token HYDRO, Ostern disse a Kane que estava “começando devagar, tentando manter a pressão de venda mínima até que [pudesse] acumular capital suficiente para realmente movimentar o mercado para cima”.

Durante a conversa eles também indicaram que “teriam muitas desculpas para aumentar o preço e vender para os caras do FOMO [medo de perder] no futuro”. 

Publicidade

Duas semanas depois, continua a publicação, Ostern contou a Kane sobre suas “travessuras de volume” em uma plataforma popular de negociação de criptoativos de alto volume e se gabou de que seu bot levou “cerca de 3 segundos” para gerar a ilusão de que “um milhão” de tokens HYDRO falsos  foram comprados e vendidos.

Outro ponto que pesou sobre os réus foram as ofertas de valores mobiliários, como conceituou os tokens o regulador, quando comprovou que a Hydrogen oferecia contratos de investimentos e promovia um programa de recompensas, sem autorização ou isenção da SEC.

Token HYDRO

Por determinação da Justiça de Nova York, tanto a Hydrogen quanto Kane ficam impedidos de atuar no mercado de capitais e são obrigados a desabilitar permanentemente, em um prazo de 30 dias, todos os tokens cunhados em 2018 com alguns contratos inteligentes.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Hacker da Gala Games devolve Ethereum após exploração de US$ 240 milhões

Hacker da Gala Games devolve Ethereum após exploração de US$ 240 milhões

Depois que 5 bilhões de tokens GALA foram cunhados e roubados na segunda-feira, a Gala Games recuperou parte dos fundos em ETH – e ainda está descobrindo o resto
Imagem da matéria: Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas sobem nesta quarta-feira após o relatório do CPI dos EUA mostrar que os preços subiram mais lentamente que o esperado
criptomoedas, criptoativos, regulação, Brasil, projeto de lei

Banco Central anuncia próximos passos da regulamentação do mercado cripto no Brasil

Sem definir datas, BC diz que irá fazer mais uma consulta pública no segundo semestre e um planejamento interno sobre stablecoins
Imagem da matéria: CEO da Grayscale deixa cargo: "Momento certo para transição"

CEO da Grayscale deixa cargo: “Momento certo para transição”

A Grayscale, uma das maiores gestoras de criptomoedas do mundo, anunciou que Michael Sonnenshein está deixando o cargo de CEO