Imagem da matéria: JPMorgan vai pagar US$ 2,5 milhões por cobrar taxas excessivas de clientes que compravam criptomoedas
Fachada do banco JPMorgan, em Londres (Foto: Håkan Dahlström/Flickr)

O Chase Bank NA, o sexto maior banco do mundo e uma subsidiária do JPMorgan Chase & Co, pagará aproximadamente US$ 2,5 milhões (R$ 13 milhões) para resolver uma ação coletiva, alegando que cobrou taxas excedente dos clientes que compraram criptomoedas usando seus cartões de crédito.

A quantia foi divulgada pela Reuters após um processo na terça-feira (26) no tribunal federal de Manhattan. O JPMorgan Chase não admite irregularidades no acordo, e os clientes que fazem parte da ação receberão aproximadamente 95% das taxas pagas anteriormente.

Publicidade

O processo alegou que os clientes do Chase Bank que usaram seu cartão de crédito para comprar criptomoeda receberam indevidamente taxas equivalente às de “adiantamento em dinheiro”. O processo originalmente pedia US $ 1 milhão para os clientes afetados, mas o acordo final é significativamente maior.

Os responsáveis pela ação Brady Tucker, Ryan Hilton e Stanton Smith entraram com o pedido em 2018 depois de receberem taxas exorbitantes por compras de criptomoedas, alegando que não havia aviso prévio da mudança de política do banco.

O Chase Bank argumentou que as compras eram para “transações em dinheiro”, mas um juiz decidiu em março que os clientes mostraram que essa categorização se aplicava apenas às transações em moeda fiduciária.

O CEO do JPMorgan Chase, Jamie Dimon, é há muito tempo um crítico das criptomoedas. No entanto, um livro que será lançado sobre a Coinbase alega que o CEO da bolsa de criptomoedas Brian Armstrong vem se encontrando secretamente com Dimon nos bastidores desde 2018.

Publicidade

A posição de sua empresa em relação ao mercado de criptomoedas também mudou. No início deste mês, o banco aprovou contas para a Coinbase e para a bolsa de câmbio Gemini, além do JPMorgan Chase ter sua própria stablecoin, a JPM Coin, usada para pagamentos interbancários e apoiado por suas extensas participações fiduciárias.

*Traduzido e republicado com autorização da Decrypt.co

BitcoinTrade: Negocie criptomoedas com segurança e agilidade!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. 95% dos depósitos aprovados em menos de 1 hora! Acesse: bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Em maio de 2022, o ecossistema da Terra (LUNA) entrou em uma “espiral da morte” que levou uma das criptomoedas consideradas mais promissoras daquele ano a cair para zero em 24 horas
ilustração do famoso sapo pepe

PEPE salta 19% e bate recorde após boato de listagem na Coinbase e hype da GameStop

As últimas 24 horas foram uma tempestade perfeita para Pepe: Roaring Kitty voltou causando um boom das memecoins, ao mesmo tempo que se espalhou rumores de listagem na Coinbase
Imagem da matéria: El Salvador já minerou R$ 154 milhões em Bitcoin usando energia de vulcão

El Salvador já minerou R$ 154 milhões em Bitcoin usando energia de vulcão

A mineração de Bitcoin é feita com energia do vulcão Tecapa, usando 300 processadores voltados para essa atividade
várias criptomoedas stablecoins sob uma mesa

Menos de 10% das transações com stablecoins são de usuários reais, diz Visa

Dados da Visa mostram que mais de 90% das transações com stablecoins foram feitas por robôs ou traders de grande escala