Imagem da matéria: Irmão de Pablo Escobar lança criptomoeda para financiar impeachment de Trump
(Foto: Shutterstock)

Roberto Escobar, o irmão do falecido chefão da droga Pablo Escobar, lançou recentemente uma criptomoeda para obter fundos que pretende utilizar para impugnar o presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump.

De acordo com o The Next Web, o alegado cofundador do cartel de Medellín, está a tentar lançar a sua criptomoeda, que será um token ERC-20 chamado ESCOBAR e cujo valor será igual ao do dólar americano, através do site escobartrump.org.

Publicidade

O objetivo da criptomoeda é, segundo o seu site, angariar dinheiro para impugnar o presidente dos Estados Unidos, de uma forma que não pode ser censorada. No site lê-se:

O token veio a existir como uma ferramenta para arrecadar dinheiro para a causa do Impeach Trump Fund, onde um levantamento de fundos da GoFundMe foi encerrado e censurado. Graças a criptomoedas, não há limites a serem censurados!

Segundo Olof Gustafsson, o CEO da organização de Escobar, a Escobar Inc, o projeto tinh angariado já mais de US$ 10 milhões através de uma campanha chamada “ByeByeTrump” no GoFundMe. O total que seria angariado eram US$ 50 milhões.

Segundo screenshots partilhados com as imprensa, a GoFundMe bloqueou a campanha, que tinha alegadamente angariado os fundos em 10 horas. Isto levou ao lançamento da ESCOBAR, que vai agora angariar os fundos através de uma oferta inicial de moedas (ICO).

Escobar x Trump

A veracidade dos screenshots não pode ser apurada, mas a organização de Escobar argumentou que Trump ou a sua administração estiveram por detrás do fim da campanha. No seu whitepaper, a criptomoeda revela que a ESCOBAR será uma ‘stablecoin’ que pretende competir com o Tether, que Escobar Inc considera não ser de confiança.

Publicidade

O whitepaper da critpomoeda afirma que haverá um total e um bilhão de tokens ESCOBAR na blockchain do Ethereum, e que através de um acordo com uma firma em Belize estes poderão ser redimidos por dólares americanos pelos seus usuários.

É de notar que a Escobar Inc já lançou uma criptomoeda no passado, chamada Diet Bitcoin (DDX). A criptomoeda deveria ter sido uma versão “mais leve e rápida” do Bitcoin e foi lançada através de um ICO em que cada DDX podia ser comprado por entre US $2 a US $50, dependendo da data.

Atualmente, a criptomoeda vale US$ 0,0062 e aparenta ter um volume de negociação quase nulo. O site da criptomoeda contínua a tentar vender DDX por US$ 5, apesar de ter várias páginas em baixo.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil. Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Após forte queda no fim de semana, Bitcoin e Ethereum voltam a ganhar força com notícias de que Hong Kong aprovou ETFs das criptomoedas
Imagem da matéria: Token Notcoin atrasa e não será lançado com o halving do Bitcoin; entenda

Token Notcoin atrasa e não será lançado com o halving do Bitcoin; entenda

O Notcoin, jogo viral baseado no Telegram, lançará seu token na The Open Network um pouco mais tarde do que o esperado, após o halving do Bitcoin
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Tokens de jogos desabam junto com queda do Bitcoin antes do halving

Tokens importantes como Gala Games, Pixels, Portal e Xai caíram 30% ou mais na semana passada, com alguns estabelecendo novas mínimas
Imagem da matéria: FTX vai leiloar o restante da sua reserva de Solana (SOL)

FTX vai leiloar o restante da sua reserva de Solana (SOL)

A FTX vai leiloar o restante de seus tokens Solana bloqueados na esperança de obter um preço melhor