Imagem da matéria: Homem rouba rig de mineração do amigo e pega três anos de prisão
Foto: Shutterstock

Um russo de 34 anos foi condenado a três anos de prisão por ter roubado o equivalente a R$ 115 mil em equipamentos de mineração de criptomoedas que pertenciam a um amigo. 

De acordo com um comunicado oficial das autoridades, o tribunal atendeu no início do mês a denúncia do Ministério Público de Yaroslavl, uma cidade ao norte de Moscou onde residem o acusado e a vítima.

Publicidade

O homem que não teve a sua identidade revelada, foi considerado culpado pelo crime de furto “em uma escala especialmente grande, com entrada ilegal em um armazém”, diz a nota. 

Ele era investigado desde fevereiro quando entrou na garagem de um amigo e roubou todo o seu rig de mineração de criptomoedas. Logo após a vítima ter procurado as autoridades para reportar o roubo, o “amigo” ladrão confessou o crime e disse que estava arrependido, se comprometendo a colaborar com as investigações. 

Ele acabou entregando voluntariamente todas as máquinas roubadas e admitiu que não conseguiu utilizá-las por falta de conhecimento técnico.

O sujeito não chegou a ser preso naquela época, mesmo admitindo durante as audiências que realmente tinha sido o responsável pelo crime. Agora que a sentença proferida pelo tribunal entrou em vigor, ele vai enfrentar três anos de prisão.

Mineração na Rússia

A energia barata de hidrelétricas  e o clima frio torna a Rússia um território atrativo para a mineração de criptomoedas, tanto para os caseiros quanto para as grandes mineradoras, como a chinesa The9. 

Publicidade

Para escapar das restrições impostas pelo governo chinês, a mineradora alugou em julho um data center na Rússia com capacidade de hospedar mais de 33 mil equipamentos.

Ao mesmo tempo, a mineração ilegal também se intensificou no país. A Rosseti, empresa pública de energia elétrica da Rússia, teve no ano passado um prejuízo de R$ 32 milhões com o uso ilegal de eletricidade em mineração de criptomoedas.

Lá existe uma equipe à procura de fazendas ilegais de mineração que roubam eletricidade construindo redes de energia clandestinas e subterrâneas, e adulterando medidores.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de bandeira do Brasil dentro moeda de Bitcoin

Fundos cripto do Brasil captam mais R$ 1,5 mi e chegam a 21ª semana consecutiva de entradas

Vindo de uma grande sequência de captação, fundos de criptomoedas do Brasil estão em 3º lugar no ranking global, atrás apenas dos EUA e Hong Kong
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido
Vitalik Buterin criador do Ethereum

A proposta de taxas de gás de Vitalik Buterin tornará o Ethereum mais parecido com a Solana?

Vitalik propõe “taxas de gás multidimensionais” e afirma que é uma busca para um sistema mais personalizado e equitativo
Imagem da matéria: Tether e Circle "imprimem" US$ 1,25 bilhão em stablecoins em um único dia

Tether e Circle “imprimem” US$ 1,25 bilhão em stablecoins em um único dia

Desde o início do ano já foram emitidos US$ 30 bilhões em stablecoins; aquecimento parece estar relacionado à expectativa pelos ETFs de Ethereum