Imagem da matéria: Hoje eu me despeço do Portal do Bitcoin | Editorial 
Foto: Shutterstock

Faz dias que estou tentando escrever este editorial. Foi difícil coordenar o teclado com o meu sentimento. Cheguei ao Portal do Bitcoin mandando um email aleatório em janeiro de 2018 e, cá estou, me despedindo quase seis anos depois. 

Não foi fácil o que muitos colegas e eu fizemos. O jornalismo, a credibilidade, a competição, as variações malucas de audiência. A designer portuguesa que nos cobrou em ethereum para fazer o novo logo do site. A pandemia que estraçalhou nosso evento presencial. 

Publicidade

Foram muitas batalhas, tanto esforço e tanto trabalho para colocar de pé o maior e melhor site de criptomoedas que era possível fazer. Foi árduo fazer nascer o valor mais precioso dentro do jornalismo: a credibilidade. 

E, em alguns momentos, perigoso também. Cobrimos empresas de maneira crítica e documentamos diversos tipos de golpes que hoje são praticamente a base da CPI das Pirâmides. 

Nunca fomos justiceiros. Sempre fizemos jornalismo dentro das regras do jogo — mesmo quando o jogo dos outros não tinha nenhum respeito pelo nosso. 

Um pequeno site de nicho foi capaz de antecipar e revelar diversos casos que muito mais tarde explodiram na imprensa nacional.

Publicidade

Não desistimos do mercado de criptomoedas mesmo no longo bear market de 2018 e 2019. Quem queria saber de Bitcoin depois que o ativo foi de US$ 19 mil para menos de US$ 4 mil? 

Nós queríamos.

O que podia ser piada para muitos, sempre foi algo sério para nós. Sério para mim. Sério a ponto de eu decidir dedicar minha vida para esse mercado maluco. 

Sério a ponto de eu ter feito as pazes com a minha própria trajetória profissional e encontrado a felicidade de saber que tinha feito a aposta certa. 

Eu estou saindo, mas o Portal do Bitcoin fica. Boa parte deste texto está no plural, porque o Portal é muito maior do que eu. É a chama viva do bom jornalismo guardado no espírito de cada integrante da equipe. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos cripto brasileiros ficam pela segunda semana consecutiva atrás apenas dos EUA em captação
Homem aponta controle para TV que emerge imagens em 3D

‘TV 3.0’ que chegará ao Brasil em 2025 vai precisar de internet ou conversor? Entenda

Novo sistema de transmissão para TVs promete enviar som e imagem com qualidades maiores, além de maior interatividade com o espectador
Tela de celular mostra logo da Comissão de Valores Mobiliários do Brasil CVM

CVM ganhou R$ 832 milhões com multas aplicadas em 2023, um aumento de 1.791%

A autarquia também registrou o maior número de casos julgados desde 2019
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de forex e criptomoedas de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Kaarat