Rosto de homem com digitalização biométrica
Foto: Shutterstock

O diretor de Comunicação da Binance, Patrick Hillmann, afirmou ter sido alvo de um hacker que se passou por ele através de uma montagem de vídeo conhecida por deepfake. Conforme relata um artigo publicado na quinta-feira (18), o novo golpe consiste em pedir dinheiro adiantado para projetos de criptomoedas que pretendem listar seus tokens na corretora.

“Esse deepfake era refinado o suficiente para enganar vários membros altamente inteligentes da comunidade cripto”, conta Hilmann. Segundo ele, o argumento dos golpistas é que um token listado na Binance gera muito dinheiro, mas para isso deve ser pago um valor pelo serviço.

Publicidade

Hillmann disse que ultimamente vinha recebendo mensagens de agradecimento por sua dedicação em reuniões com equipes de projetos cripto sobre listagens de tokens, o que, segundo ele, de fato não aconteceram: “Isso foi estranho porque eu não faço nenhuma supervisão ou tenho qualquer conhecimento das listagens da Binance, nem me encontrei com nenhuma dessas pessoas antes”.

Conforme explicou o diretor, os golpistas criaram um sofisticado holograma de inteligência artificial “a partir de entrevistas anteriores e aparições minhas na TV para enganar projetos desavisados”. Quando foi abordado em rede social sobre o assunto, pediu para que o usuário fizesse uma denúncia.

Hillmann concluiu com um alerta, afirmando que houve um aumento recente de hackers fingindo ser funcionários e executivos da Binance em plataformas como Twitter, LinkedIn e Telegram, e que, na dúvida, os usuários podem consultar se o perfil é oficial na Ferramenta de Verificação disponibilizada pela empresa ou acionar o suporte da corretora.

Sobre o sistema de listagem de tokens na Binance, ele explicou que “os projetos interessados ​​devem garantir o envio de formulários apenas por meio do link oficial do aplicativo de listagem, encontrado no rodapé do site Binance.com”.

Publicidade

A listagem passa por um rigoroso processo de due diligence. Não há atalhos para listar seu projeto. Se alguém afirmar ser um representante da Binance e oferecer um caminho ‘fácil’ para listar, peço que denuncie-o ao Suporte da Binance imediatamente”, concluiu.

BlueBenx cai em golpe de falsa listagem

O caso de Hillmann não é a primeira tentativa de uso de identidades falsas para roubar dinheiro de criptomoedas. Segundo apuração recente do Portal do Bitcoin, a corretora BlueBenx supostamente perdeu cerca de R$ 1 milhão ao cair em um esquema de falsa listagem. A empresa diz que foi vítima de um farsante que se disfarçou como funcionário de outra companhia, a corretora Bitrue.

A BlueBenx disse que em julho passado negociava a listagem do seu token BENX na corretora Bitrue com um homem chamado Liu Kwai Wah. O executivo supostamente dizia ser gerente de parcerias comerciais da Bitrue e teria fechado um acordo para listar o token da BlueBenx na corretora mediante o pagamento de 200 mil USDT e 25 milhões de BENX. 

“Após pagamento verificamos que os valores e os Benx não estavam disponíveis, se tratando de uma fraude. Notificamos a empresa e essa informou que o Sr. Liu não é representante da empresa”, disse a empresa.

Publicidade

Esse é o melhor momento da história para investir em cripto! E agora, você pode ter acesso a um curso exclusivo com os maiores especialistas em cripto para aprender os fundamentos e as técnicas que te ajudam a navegar nas altas e baixas do mercado. Inscreva-se aqui

VOCÊ PODE GOSTAR
Joe Biden posa para foto

Biden expulsa mineradora cripto chinesa de área próxima a base militar: “Risco de espionagem”

O governo afirma que a MineOne possui equipamentos especializados de origem estrangeira potencialmente capazes de facilitar atividades de vigilância e espionagem
máquinas de mineração de criptomoedas apreenidas em

Polícia apreende 396 mineradoras de Bitcoin em casa de ex-deputado paraguaio

Miguel Cuevas, que já foi preso por enriquecimento ilícito, agora pode também ser investigado por furto de energia
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide
Imagem da matéria: FTX prometeu devolver 118% dos fundos dos clientes; o que acontece agora?

FTX prometeu devolver 118% dos fundos dos clientes; o que acontece agora?

Segundo os balanços, a FTX deve cerca de US$ 11 bilhões, e conseguiu levantar entre US$ 14,5 e US$ 16,3 bilhões até agora