Drake, cantor e rapper, de terno branco segurando prêmios
Foto: Shutterstock

Lazarus Group, uma organização de hackers norte-coreanos, foi responsável por roubar cerca de R$ 205 milhões em criptomoedas do cassino cripto Stake nesta semana, de acordo com um comunicado divulgado na quinta-feira (7) pelo FBI.

A empresa de jogos de azar apoiada pelo rapper Drake, que inicialmente descreveu um lote de transações associadas como “transferências não autorizadas”, notificou os usuários de que uma investigação estava em andamento na segunda-feira, logo após o ataque ter ocorrido.

Publicidade

A empresa compartilhou os resultados da investigação própria e, com isso, o FBI listou endereços para dezenas de carteiras digitais que supostamente contêm fundos roubados. O Lazarus Group canalizou criptomoedas nas redes Bitcoin, Ethereum, Polygon e BNB Chain, segundo o FBI.

As “impressões digitais” dos hackers conectam o ataque do Lazarus Group a outros assaltos recentes, como um roubo de US$ 100 milhões da Atomic Wallet em junho e outros US$ 60 milhões roubados dos projetos Aplhapo e CoinsPaid em julho, afirmou a agência.

Lazarus Group

O grupo Lazarus da Coreia do Norte tornou-se um baita problema para diversos projetos cripto nos últimos anos. A empresa de análise de criptoativos, Elliptic, disse em junho que o grupo Lazarus já roubou US$ 2 bilhões em criptomoedas em vários ataques.

Em abril passado, o departamento do Tesouro dos EUA conectou o grupo a um hack de US$ 622 milhões que drenou a rede Ronin, uma sidechain do Ethereum usada pelo jogo play-to-earn Axie Infinity. Esse foi um dos maiores ataques cripto de todos os tempos.

Publicidade

Como o grupo de hackers da Coreia do Norte procurou cobrir seus rastros digitais, a atividade on-chain do Lazarus impactou o protocolo de mixing de moedas Tornado Cash. O serviço, que para muitos defensores é uma ferramenta de privacidade, foi sancionado no ano passado pelo Departamento do Tesouro por supostamente ajudar a lavar US$ 7 bilhões em criptomoedas. 

Um Tribunal Federal definiu restrições que proíbem o uso do Tornado Cash nos EUA em julho, enquanto o Departamento de Justiça dos EUA prendeu um dos cofundadores do protocolo em agosto.

O indivíduo, Roman Storm, foi acusado de conspiração para cometer lavagem de dinheiro, violações de sanções e conspiração para operar um negócio de transmissão de dinheiro não licenciado.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Hacker da Gala Games devolve Ethereum após exploração de US$ 240 milhões

Hacker da Gala Games devolve Ethereum após exploração de US$ 240 milhões

Depois que 5 bilhões de tokens GALA foram cunhados e roubados na segunda-feira, a Gala Games recuperou parte dos fundos em ETH – e ainda está descobrindo o resto
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin têm entrada de US$ 303 mi, impulsionados por Fidelity e Grayscale

Os fluxos de entrada de ETFs de Bitcoin à vista nos EUA atingiram uma alta de US$ 303 milhões em duas semanas, já que o preço do Bitcoin ultrapassou US$ 66 mil
Imagem da matéria: Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Apesar de chamara cada vez mais atenção, muitas pessoas ainda não sabem o que é a tokenização de ativos e como ela funciona
Imagem da matéria: Microsoft lança PC com IA que vai lembrar tudo que você faz na internet

Microsoft lança PC com IA que vai lembrar tudo que você faz na internet

A big tech revelou o Copilot+ PC “projetado para IA” que recorda tudo o que é exibido na tela do seu computador