Imagem da matéria: Governo e Febraban lançam campanha de prevenção a golpes financeiros
Foto: Shutterstock

O Banco Central (BC), em parceria com a Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (que faz parte do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) e com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), anunciaram na semana passada uma campanha conjunta contra golpes financeiros e violência patrimonial visando a população idosa durante este período de pandemia.

De acordo com um comunicado à imprensa do Banco Central, a iniciativa foi motivada pelo aumento de 60% na ação de estelionatários contra idosos desde o início da pandemia de covid-19 no Brasil, conforme apontou um levantamento da Febraban.

Publicidade

Juliana Mozachi, chefe de gabinete do Diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania (Direc) do BC, afirmou na nota que “o BC está fortalecendo a atuação para mitigar as fragilidades no acesso e uso dos serviços financeiros pelos idosos, que ficaram ainda mais visíveis durante a pandemia de Covid-19”.

A campanha, que terá um mês de duração, alertará idosos sobre fraudes e contará com uma iniciativa educacional para prevenir que essa parcela da população seja vítima fácil de golpes.

Segundo Marcelo Colli Inglez, chefe adjunto do Departamento de Gestão Estratégica, Integração e Suporte de Fiscalização (Degef) do Banco Central, idosos tendem a ter “baixa consciência dos riscos” o que os tornam vulneráveis a esses tipos de ações maliciosas.

Para isso, o BC, o MDH e a Febrabran realizam publicações em seus website e redes sociais dedicadas a recomendações e educação financeira visando a população mais desinformada e exposta a golpes e fraudes.

Publicidade

Dentre as recomendações, há informações sobre fraudes financeiras e denúncias de golpes comuns que acontecem atualmente, se aproveitando da situação de vulnerabilidade, além de dicas de comportamento financeiro durante a pandemia.

“Os criminosos começaram a se aproveitar desse momento em que os idosos tinham mais necessidade de acessar os canais digitais. Então, eles passaram a intensificar os golpes financeiros fazendo manipulações e persuasão junto aos idosos para que fornecessem seus dados bancários, seus dados confidenciais”, disse o presidente da Febraban, Isaac Sidney, durante cerimônia no Palácio do Planalto.

As principais recomendações da campanha são que:

  • O banco não liga para o cliente pedindo senha e número do cartão;
  • A instituição financeira não manda funcionário a casa do cliente para pegar o cartão;
  • O banco não liga pedindo para que seja feita uma transferência ou qualquer tipo de pagamento

Entre as mais comuns fraudes e golpes, estão o chamado phishing e o “falso motoboy”. O primeiro se trate de e-mails que carregam vírus ou links maliciosos e geralmente são de remetentes falsos. Esse tipo de golpe comum teve um aumento registrado de 80% durante a quarentena. 

Já o segundo, o “falso motoboy”, registrou um aumento de 65% de incidência nesse período e consiste em ligações que supostamente é de algum banco informando a vítima que um cartão foi clonado, e que um motoboy passará em seu endereço para retirar o devido cartão que deve ser cortado ao meio para supostamente impedir clonagem.

Publicidade

O chip do cartão e suas informações ainda se mantém intactas e os estelionatários utilizam isso para realizarem compras com o cartão roubado.

O conteúdo produzido está sendo divulgado através de publicações nos sites oficiais do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, da Febraban e do Banco Central. Um vídeo educacional também foi publicado, confira abaixo:

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: FBI intima participantes de evento de 2022 após roubo de dev do Bitcoin Core

FBI intima participantes de evento de 2022 após roubo de dev do Bitcoin Core

Dashjr, cofundador do pool de mineração Ocean, teve um montante de Bitcoin roubado que hoje vale mais de US$ 14 milhões
Imagem da matéria: Solana lança atualização para aliviar problema de congestionamento da rede

Solana lança atualização para aliviar problema de congestionamento da rede

“Esta versão contém melhorias que ajudarão a aliviar o congestionamento contínuo na Rede Solana”, afirmou a conta de atualização do projeto
Receita Federal, greve, Imposto de Renda, IR 2022

Receita Federal fará consulta pública para atualizar regras de declaração de criptomoedas

Receita Federal quer alinhar a Instrução Normativa 1.888/2019 com o modelo internacional de declaração de ativos digitais
moedas de bitcoin e ethereum sobre mesa envernizada

Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 70 mil e Ethereum desacelera após maior salto em mais de um mês

Traders de criptomoedas pisam no freio nesta terça-feira (9) depois do rali do Ethereum durante a madrugada