Imagem da matéria: Governo da França apreendeu 611 bitcoins na baixa e vai vender na alta
Foto: Shutterstock

O governo da França vai leiloar 611 bitcoins apreendidos de hackers pelas autoridades francesas e que estavam sob custódia da Agência de Gestão e Recuperação de Ativos Apreendidos e Confiscados (Agrasc). O leilão, que acontece na próxima quarta-feira (17), será conduzido pela casa de leilões Kapandji Morhange, através da plataforma Interencheres .

De acordo com o Le Figaro, o diretor geral da Agrasc, Nicolas Bessone, disse que os bitcoins leiloados foram confiscados em um caso de cibercrime no ano passado, que estava nas mãos do Ministério Público de Paris. Na ação da polícia, foram apreendidos 610 bitcoins. O outro bitcoin, revelou ele ao jornal, “vem do confisco de um tribunal no sul da França”.

Publicidade

A agência deve ter um grande lucro na operação. As datas das apreensões foram entre março e setembro de 2020, período em que o ativo digital variou entre R$ 36 mil e R$ 65 mil — hoje está R$ 317 mil.

Os pregões vão acontecer em dois períodos, de manhã e de tarde, com 437 e 41 lotes respectivamente. No primeiro, as ofertas serão entre 0,11 e 2 btcs e no segundo de 0,5 a 20 btcs — em ambos, as licitações vão variar entre 40% e 60% da cotação do bitcoin no momento do evento. Os interessados deverão preencher um formulário e entregá-lo até o dia 13 de março. Em ambos pregões, serão necessários um depósito caução: de 1500 euros e 10.000 euros.

Durante entrevista ao jornal BFM Business, a leiloeira Ghislaine Kapandji, relembrou os bitcoins leiloados do caso Silk Road e ressaltou a valorização do bitcoin.

Conforme explicou, a data do leilão se torna interessante porque foi justamente no dia 17 de março do ano passado que esse evento foi discutido. Naquela ocasião, o bitcoin era negociado a pouco mais de US$ 5 mil, dez vezes menos do seu preço atual.

Publicidade

Leilão de bitcoins

Na próxima semana, a Administração de Serviços Gerais (GSA), órgão do governo dos EUA que gerencia vários tipos de contratos de aquisição de imóveis, também vai leiloar a criptomoeda, mas apenas algumas frações de bitcoins — 0,75 BTC, ao preço de US$ 38 mil.

Apesar de ser uma pequena quantia em relação a leilões anteriores de outros órgãos do governo americano, vale lembrar do caso do investidor americano Tim Draper que, em um leilão de 2014, arrematou 30 mil BTCs. Na época, a unidade da criptomoeda era cotada a US$ 650. Eles foram confiscados no caso Silk Road, como lembrou Kapandji.

VOCÊ PODE GOSTAR
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Criador do Twitter e da Square, Jack Dorsey em palestra no TED

Preço do Bitcoin atingirá US$ 1 milhão até 2030, diz Jack Dorsey

Em uma entrevista recente, o cofundador do Twitter e da Block argumentou que o Bitcoin poderia atingir US$ 1 milhão e ir “além” no futuro
Ilustração de baleia nadando com moeda de bitcoin em seu interior

Baleia movimenta R$ 321 milhões em Bitcoin pela 1ª vez em uma década

Quando o investidor desconhecido adquiriu os bitcoins em 2013, a cotação do ativo não passava de US$ 120