Imagem da matéria: Golpistas usam extorsão sexual para obter Bitcoin através de falsos emails
(Foto: Shutterstock)

Um novo golpe para obter bitcoin cresce em todo o mundo. Em uma nova versão do crime de extorsão sexual (‘sextortion’, em inglês) golpistas têm disseminado milhões de falsos emails para persuadir pessoas a transferirem a criptomoeda.

De acordo com o site holandês RTL Nieuws, nas últimas semanas mais de 7 BTCs (R$ 170 mil hoje) foram enviados a criminosos por vítimas que acharam que foram hackeadas. O valor geralmente negociado é de cerca de 1.000 euros (cerca de R$ 4 mil), diz o site.

Publicidade

O golpe de sextortion (aportuguesado ‘sextorsão) que começou a se tornar conhecido primeiramente no Reino Unido não é tão desconhecido, mas sua prática tem aumentado em grande escala. No início, eles eram aplicados mais em pessoas que buscavam namoro e sexo na internet.

Hoje, milhões de emails contendo textos que à primeira vista soam muito temerosos, podem não passar de um simples golpe de spam, onde a pessoa só acaba sendo enganada se ela realmente ela for muito ingênua, mas infelizmente muitos ainda se tornam vítimas.

Um dos maiores responsáveis por essas mensagens é a ‘Necurs’, a maior rede de bots de spam e phishing do mundo. Uma pesquisa realizada pela Security Intelligence, plataforma patrocinada pela IBM, revelou que as mensagens transitam em vários idiomas, sendo os mais comuns inglês, francês, japonês e árabe.

De acordo com o estudo, houve um pico de envios no mês de setembro conforme mostra a imagem abaixo.

Neste período a empresa anotou que os agressores exigiram que as vítimas enviassem valores entre US$ 250 e US$ 550 em bitcoins para mais de 500 carteiras.

Publicidade

Como funciona

Nas mensagem, hackers afirmam ter tomado o seu computador e gravado você assistindo pornô, com planos de liberar o material a menos que você pague a ele uma quantia de bitcoin.

Veja um exemplo de spam que foi publicado pelo PC MAG na semana passada, onde o hacker afirma ter instalado um malware num site pornô que o usuário acessou e acabou baixando em seu computador.

“Eu coloquei meu vírus no site pornográfico e, em seguida, você o instalou em seu sistema. Após esta instalação sua câmera frontal passou a gravar vídeo toda vez que você se masturba”.

Um pesquisador de segurança conhecido como ‘SecGuru’ que monitora esse tipo de golpe disse que só de ver o ‘assunto’ do email já é possível descobrir se ele partiu do esquema criminosos, reportou o Bleeping Computer.

Publicidade

Ele disse que geralmente o assunto é “[endereço de email] + 48 horas para  pagar”.

Outra versão

Em outra versão do golpe, também anotada pela Security Intelligence, os cibercriminosos dizem que têm conhecimento sobre um caso extraconjugal do receptor da mensagem e ameaçam enviar uma suposta prova de traição para a família, amigos e colegas de trabalho da vítima.

Leia um relato anotado pelo G1 ainda em 2016.

“Aconteceu quando o homem estava sozinho em casa. Uma garota pediu para ser amiga em uma rede social. Naquela mesma noite, começaram a trocar mensagens. Não demorou muito e a menina já sugeria ligar as câmeras. Ela tirou a roupa primeiro; ele, depois. Foi nessa hora que a webcam desligou. Na tela, apareceu um link. Era um vídeo que capturou as cenas de intimidade dos dois. Em seguida a mensagem: “Eu sou um homem. Eu te gravei pelado e hackeei toda a sua lista de contatos. Você só tem uma semana para me mandar o equivalente a R$ 2 mil”.

Ameaça maior para crianças

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ) vê  o ‘Sextortion’ como uma ameaça ainda maior para crianças, segundo o site Psych Central.

Em crianças, o crime ganhou as manchetes em 2012 com o suicídio de canadense Amanda Todd, de 15 anos, após sofrer durante anos perseguição online, humilhação pública e cyberbullying associado à sextortion.

“Os jovens podem ser vítimas mais prontamente do que os adultos por causa da ingenuidade que resulta de uma simples falta de experiência nos modos de vida e amor”, disse Sameer Hinduja, professora na Escola de Criminologia da Universidade Atlântica da Flórida (EUA).

Publicidade

Email é falso, mas é bom evitá-los

Os criminosos não têm acesso ao seu computador, nem têm ideia se você assiste pornô. Os hackers estão simplesmente tentando assustá-lo para ceder à demanda de extorsão, segundo o relatório de pesquisa da IBM.

Simplificando, a melhor medida é sempre evitar abrir e-mails não solicitados. Isso pode minimizar a oportunidade de cair em um golpe.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br
Siga também o nosso Instagram com análises diárias.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

“Parte técnica você descreve como funciona e acabou. Nas vacas sagradas leva um bom tanto de desconstrução de conceitos”, diz Breno Brito
Imagem da matéria: Investidores aproveitam queda do Bitcoin para acumular ainda mais moedas

Investidores aproveitam queda do Bitcoin para acumular ainda mais moedas

As baleias de Bitcoin compraram avidamente a última queda; investidores de longo prazo agora aguardam a próxima alta para realizar lucros
Criador do Twitter e da Square, Jack Dorsey em palestra no TED

Preço do Bitcoin atingirá US$ 1 milhão até 2030, diz Jack Dorsey

Em uma entrevista recente, o cofundador do Twitter e da Block argumentou que o Bitcoin poderia atingir US$ 1 milhão e ir “além” no futuro
Costas de um policial de Hong Kong

Empresário e filho se entregam à polícia após sequestrarem investidora de criptomoedas

A dupla teria tentado acertar as contas com a mulher de 55 anos que teria intermediado um investimento de cerca de R$ 10 milhões em criptomoedas