Imagem da matéria: Gestora de US$ 2 Trilhões em Ativos Procura Talentos para Reativar Fundo de Criptomoedas
(Foto: Shutterstock)

A Fidelity Investments, uma empresa que gere US$ 2,5 trilhões em ativos, está à procura de novo talento para reativar um fundo de investimento em criptomoedas que ficou recentemente parado devido à saída de membros-chave.

O fundo da Fidelity teria sido lançado no outono do ano passado, pouco antes de a maior parte das criptomoedas atingir novos máximos históricos, com o bitcoin a aproximar-se dos US$ 20 mil na altura. Isto, de acordo com um relatório do Business Insider que cita fontes anônimas com conhecimento sobre o assunto.

Publicidade

A gigante de investimentos terá através do fundo investido ativamente em diversas criptomoedas e empresas do setor, até que dois membros da equipa saíram. Matt Walsh, antigo vice-presidente da Fidelity e Nic Carter, um analista de investimento da empresa, terão saído para lançarem uma firma de capital de risco focada em criptomoedas, a Castle Island Ventures.

O projeto da Fidelity – que era até agora desconhecido – vem reforçar a posição positiva da empresa quanto ao mercado das criptomoedas, visto aparentemente ter estado a entrar no mesmo com o seu próprio capital desde o ano passado.

Já era sabido que a empresa minerou bitcoin numa experiência interna que, apesar de dar lucro, servia apenas para “fins educacionais.” Esta aproximação do mundo das criptomoedas pode, no entanto, não ser surpresa, visto a CEO da firma, Abigail Johnson, ser uma conhecida apoiante.

Numa conferência da indústria o ano passado, Johnson disse (traduzido):

“Sou uma crente. Sou uma das poucas que está diante de vocês hoje de uma grande empresa de serviços financeiros que não desistiu de moedas digitais”.

Como noticiado pelo Portal do Bitcoin, a Fidelity Investments está a planejar lançar uma corretora de criptomoedas, de acordo com anúncios de emprego recentemente divulgados. Estes procuram engenheiros para “ajudar a projetar, criar e implantar uma troca de ativos digitais para uma nuvem pública e privada.”

Publicidade

Quando lançada, esta nova corretora irá colocar a Fidelity em competição direta com empresas como a Coinbase, a Robinhood, e até outros gigantes de Wall Street como a Goldman Sachs, visto esta financiar a Circle, que recentemente adquiriu a Poloniex por US$ 400 milhões.

É de notar que atualmente os clientes da Fidelity Invvestments podem consultar os seus portfólios de criptomoedas através da plataforma da empresa, visto esta estar integrada com a Coinbase.

Leia também: Banco do Brasil Fecha Conta da Atlas e Associação de Criptomoedas Leva Caso ao Cade

 

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas.
Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez.
Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android:
https://www.bitcointrade.com.br/ 

VOCÊ PODE GOSTAR
camisas das seleções da itália e Argentina

Socios.com lança colecionáveis que celebram o legado das seleções da Itália e Argentina

Para participar do ‘The Fabric of Champions’, os detentores de fan tokens podem bloquear seus ativos até 15 de julho
Celular com logotipo da BInance

Binance lista nova criptomoeda com Real (BRL) que já subiu 30%

O token Lista DAO decolou até 30% na madrugada desta sexta (21)
Imagem da matéria: Drake perde R$ 2,7 milhões em Bitcoin apostando nas finais da NBA

Drake perde R$ 2,7 milhões em Bitcoin apostando nas finais da NBA

Drake gastou um monte de Bitcoin com o Mavericks — e ele também pode perder a mesma quantia nas finais da Copa Stanley da NHL
Imagem da matéria: Memecoins da TON sobem apesar de fraqueza do mercado cripto

Memecoins da TON sobem apesar de fraqueza do mercado cripto

Memecoins criadas na TON, como The Resistance Cat, tiveram alta de até 50% no domingo, recuperando parte das perdas recentes