Imagem da matéria: Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana
4,1 milhões de CPFs transacionaram cripto em julho (Foto: Shutterstock)

Os fundos de criptomoedas do Brasil captaram US$ 10 milhões (cerca de R$ 50 milhões) na semana passada, ficando pela segunda vez consecutiva atrás apenas dos Estados Unidos. De acordo com um novo relatório da Coinshares, empresa especializada em ativos digitais, o Bitcoin (BTC) continua sendo o foco desses investimentos.

O relatório aponta que os produtos de investimento baseados em criptomoedas estão tendo um sentimento positivo contínuo, com entradas totalizando US$ 646 milhões (cerca de R$ 3,2 bilhões) na semana passada.

Publicidade

Os fluxos de entrada acumulados no ano, de US$ 13,8 bilhões, estão no seu nível mais elevado desde 2021, quando a captação foi de US$ 10,6 bilhões. E o Brasil segue em segundo lugar, com US$ 115 milhões de fluxo positivo nestes pouco mais de três meses, atrás apenas dos EUA, com US$ 14,4 bilhões.

Apesar disso, diz o relatório, há sinais de que o apetite dos investidores pelos ETFs está diminuindo, não atingindo os níveis de fluxo semanais observados no início de março.

Regionalmente, o sentimento permanece polarizado, apontando além do Brasil, entradas de US$ 9 milhões em Hong Kong e US$ 9,6 milhões na Alemanha, enquanto a Suíça e o Canadá registaram saídas de US$ 27 milhões e US$ 7,3 milhões, respectivamente.

No geral, o mercado de fundos cripto já havia apresentado uma recuperação na última semana de março, com a entrada de US$ 862 milhões em todos os países, que tinha EUA e Brasil na liderança e Canadá, Suíça, Alemanha e Suécia do lado negativo com grandes retiradas.

Publicidade
Fluxo de captação de fundos cripto dividido por países (Fonte: CoinShares)
Fluxo de captação de fundos cripto dividido por países (Fonte: CoinShares)

Acerca do Ethereum (ETH), os produtos registraram saídas pela 4ª semana consecutiva, totalizando US$ 22,5 milhões. Segundo a Coinshares, isso contrasta com a maioria das outras altcoins que continuam a receber entradas, como Litecoin (LTC), Solana (SOL) e Filecoin (FIL).

Preço do Bitcoin

Nesta manhã de segunda-feira (8), o Bitcoin subiu forte, chegando a superar a marca de US$ 72 mil, o que não ocorria desde meados de março.

Já o Ethereum (ETH) salta quase 8% no acumulado de 24 horas no início desta tarde, negociado na casa de US$ 3.650.

VOCÊ PODE GOSTAR
Bitcoin e grafico de mercado

Traders de Bitcoin miram US$ 74 mil já na próxima semana com nova onda de fluxo positivo para ETFs

Com ETFs registrando quatro dias seguidos de entradas e dados de inflação nos EUA abaixo do esperado, o Bitcoin já começou a retomar a alta e superou os US$ 66 mil
criptomoedas, criptoativos, regulação, Brasil, projeto de lei

Banco Central anuncia próximos passos da regulamentação do mercado cripto no Brasil

Sem definir datas, BC diz que irá fazer mais uma consulta pública no segundo semestre e um planejamento interno sobre stablecoins
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin à vista já controlam mais de 1 milhão de BTC

Mais da metade dos US$ 70,5 bilhões em fundos está praticamente dividida entre Grayscale e BlackRock
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido