Imagem da matéria: Fintech brasileira de criptomoedas recebe aporte de R$ 25 milhões em rodada de investimento
Foto: Shutterstock

A fintech brasileira Zro Bank, banco digital multimoedas, anunciou nesta terça-feira (19) que levantou fundo de R$ 25 milhões como parte da sua primeira rodada de investimentos. O aporte, segundo a empresa, foi assessorado pela Deloitte e efetivado através da Multinvest Capital, gestora com mais de R$ 1 bilhão.

O investimento chega 12 meses após o lançamento oficial da  Zro Bank, ressalta a nota enviada do Portal do Bitcoin, que reforça o pioneirismo da empresa em disponibilizar contas em Real e Bitcoin.

Publicidade

Segundo Edísio Pereira Neto, CEO da empresa, a rodada de investimentos deverá ser complementada com valor ainda maior nos próximos dias com a entrada de um dos maiores players do mercado financeiro. E o recurso, afirmou Neto, será revertido no crescimento da equipe, ações de marketing e desenvolvimento de  novos produtos, como crédito e outros investimentos.

“Nossa meta agora é focar na escalabilidade do nosso produto, contribuindo para a educação financeira dos brasileiros”, destaca Neto. Segundo o CEO, neste primeiro ano de operação, a Zero Bank pode ouvir seus clientes e avaliar o modelo de negócio que construíram para levar novos produtos e serviços financeiros a um público interessado no mercado de ativos digitais.

“O balanço até aqui é bastante positivo e estamos muito felizes. Ainda há muito potencial para crescer”, acrescenta o diretor.

Neto ressaltou também que, apesar de um mercado bastante volátil, as criptomoedas têm chamado cada vez mais a atenção de pessoas e empresas como uma estratégia de investimento e reserva de valor. Para dar uma ideia, ele destacou o número de downloads do aplicativo da Zro Bank, 350.000, e a marca de R$ 2 bilhões em conversões de moedas. 

Publicidade

“Pretendemos alcançar a marca de um milhão de downloads até o final do próximo ano e dobrar o número atual de colaboradores, que é de 70 pessoas”, concluiu Neto.

Fintech aguarda mais aporte

Ainda segundo a nota, a entrada da Multinvest Capital marca a inauguração do primeiro fluxo externo de capital da fintech, que aguarda ainda o complemento da rodada com uma das maiores instituições financeiras do país.

Entre os novos sócios que compõem o fundo criado pela gestora, está o renomado empreendedor e presidente do conselho de administração do Porto Digital do Recife, Sílvio Meira.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Runes vai ajudar o Bitcoin a competir com Ethereum e Solana, diz Franklin Templeton

Runes vai ajudar o Bitcoin a competir com Ethereum e Solana, diz Franklin Templeton

Segundo a empresa de investimentos, o Runes tem o potencial de ajudar o ecossistema Bitcoin como um todo a competir com o Ethereum e a Solana
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Executivo da Binance que fugiu da Nigéria é localizado e pode ser extraditado

Autoridade queniana disse que não é simplesmente prender, pois Nadeem Anjarwalla é de família influente que “tem o apoio de algumas pessoas poderosas”
Imagem da matéria: Patrocínios da Crypto.com podem atrair a SEC, mas risco vale a pena

Patrocínios da Crypto.com podem atrair a SEC, mas risco vale a pena

No Parque Hyatt, no centro de Paris, o presidente da Crypto.com, Eric Anziani, falou com o Decrypt sobre regulamentação e a expansão de sua exchange
logo da uniswap com gráficos ao fundo

A semana no Cripto Twitter: Uniswap na mira da SEC e a febre do Bitcoin Runes

O drama jurídico manteve os usuários cripto nervosos esta semana, enquanto a estreia das memecoins em Bitcoin trouxe alguma empolgação