Imagem da matéria: Exchanges Chinesas Podem Enfrentar Regulações Rígidas e Licenças

Durante a semana passada, a comunidade de criptomoedas em todos os lugares se concentraram nas notícias especulativas da China “banindo” as exchanges de bitcoin e se perguntando se as histórias eram verdadeiras. De acordo com relatórios recentes da mídia local e da Associação Nacional de Finanças da Internet do país (NIFA), o bitcoin não é “ilegal”, mas as exchanges podem enfrentar uma supervisão regulatória mais dura e podem ter que cessar temporariamente as operações até serem licenciadas.

Licenças Podem ser necessárias

Durante os últimos dias houve muitas especulação sobre o que realmente estava acontecendo na china.

Publicidade

Mais tarde, o Jihan Wu, da Bitmain, explicou a seus seguidores do Twitter que “a China não proibiu o bitcoin”. Além disso, Jihan Wu detalhou que as exchanges precisavam de licenciamento para funcionar.

“Nenhuma das exchanges de bitcoin na China tem licenças necessárias para operar”, explicou Wu no Twitter. “Essa lei é mais antiga do que o bitcoin. Como algumas empresas se estabeleceram na China, agora elas precisam das licenças para funcionar. Isso não significa que elas não possam abrir novamente quando obterem a licença”.

Exchanges não estão funcionando legalmente

A Associação Nacional de Finanças da Internet da China (NIFA) anunciou que as exchanges que lidavam com criptomoedas e ICOs receberam muitas advertências no passado. A NIFA afirma que qualquer operação de câmbio na China atualmente tem autoridade “não legal” para operar um negócio de moeda virtual no momento.

As fontes de mídia regionais da China também confirmam que as exchanges enfrentarão um escrutínio regulatório mais rígido, mas afirmam que o bitcoin não é proibido em todo o país. De acordo com os relatórios, o próximo passo será fortalecer a supervisão das exchanges de criptomoedas, ao mesmo tempo em que enfatizam que os ICOs ainda estão proibidas. Um relatório explica que os reguladores estão apenas entando “remover projetos fraudulentos sem conteúdo real”.

As exchanges fecharão na China?

Uma fonte anônima disse ao The Wall Street Journal que as plataformas de negociação de criptomoedas sediadas na china em breve serão fechadas. As fontes explicaram que os reguladores eram enigmáticos detalhando a situação e não revelariam quando o suposto fechamento aconteceria. Um dos motivos aparentes comentado pelas fontes seria a desorganização que as exchanges operavam.

Por enquanto, elas ainda continuam operando normalmente, e o público não sabe se eles irão fechar. Além disso, se elas forem solicitadas a fechar, as plataformas de negociação podem ter que obter licença antes de retomar as operações financeiras.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Investidores aproveitam queda do Bitcoin para acumular ainda mais moedas

Investidores aproveitam queda do Bitcoin para acumular ainda mais moedas

As baleias de Bitcoin compraram avidamente a última queda; investidores de longo prazo agora aguardam a próxima alta para realizar lucros
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas

Como declarar tokens de utilidade no Imposto de Renda 2024?

Entenda como declarar os utility tokens, ativos que dão acesso a serviços específicos
Imagem da matéria: Em operação contra “Rei do Bitcoin”, PF descobriu fraude em contratos públicos envolvendo irmão do ex-governador do Paraná 

Em operação contra “Rei do Bitcoin”, PF descobriu fraude em contratos públicos envolvendo irmão do ex-governador do Paraná 

Nova operação da Polícia Federal apura crimes ligados às investigações da operação Daemon, de 2021, que prendeu o “Rei do Bitcoin”, Claudio Oliveira