Imagem da matéria: Exchange Liqui.io dá sete dias para clientes retirarem criptomoedas excluídas e acende alerta de golpe
(Foto: Shutterstock)

A exchange de criptomoedas Liqui.io, que tem sede em Kiev, na Ucrânia e representantes na Rússia, Armênia e EUA, realizou exclusões significativas de criptoativos na sua plataforma, conforme mostram dois comunicados da empresa nos meses de setembro e outubro.

Exclusões, no entanto, não quer dizer que a bolsa vá fechar ou está com problemas financeiros, muitas vezes pode ser por questões de confiabilidade ou até mesmo de suporte.

Publicidade

Porém, a exchange deu apenas um prazo de sete dias para que todos os clientes estivessem cientes. E isso acaba causando estranheza.

O primeiro lote de criptoativos excluídos foi anunciado no dia 21 de setembro, quando fez parte desse, a BAT (Basic Attention Token), recentemente listada pela Coinbase.

Os outros foram os seguintes: TAAS, EDG, MCO, CFI, MGO, MLN, TKN, MYST, ICN, TIME, REQ e Waves.

“Os clientes têm até 28 de setembro de 2018 às 12:00 UTC para fechar qualquer negócio e retirar quaisquer saldos desses [cripto]ativos”, dizia a nota.

O prazo final para a retirada dos saldos, contudo, era 13 de outubro. No entanto, sete dias é um período muito curto para alertar a todos, principalmente desavisados e hodlers.

Publicidade

“Após essa data, não poderemos ajudá-los a efetuar retiradas da bolsa. Dessa forma, os usuários devem retirar quaisquer tokens que tenham antes do prazo final”, reiterou a exchange.

Assim como neste comunicado, um outro, de 20 de outubro, anunciava a exclusão dos seguintes tokens: NET, XID, PTOY, NEU, ZRX, REN, AE, DNT, QRL, SNM, SRN, STX.

Da mesma forma, o prazo dado foi de sete dias. A Liqui ainda fez questão de frisar pontos dos seus termos, como também o fez na primeira nota, dizendo:

“Nosso objetivo para todas as exclusões é tornar esse processo o mais simples possível para os clientes, e é por isso que sempre nos esforçamos para:

Publicidade
  • Avisá-los com 7 dias de antecedência antes de remover um ativo
  • Dar prazo de 15 dias para a retirada dos fundos.
  • Lembrá-los, através de várias mídias, durante o período que antecedeu o prazo
  • No caso excepcional de manutenção de carteira poderemos estender o prazo e contatar, via e-mail, os detentores dos [cripto]ativos afetados

Transferência de fundos

De acordo com um post de um usuário do Reddit, repercutido pela CCN, o endereço ‘0xcc5570e7d39BA1738333782Fb0C5623fb6a6b1f2’  pode pertencer à Liqui e, assim, ela pode estar sacando saldos remanescentes dos clientes que não retiram no prazo.

A CCN diz que entrou em contato com a exchange, mas ainda não obteve resposta.

No entanto, segundo a reportagem, se este endereço estiver realmente associado à exchange, pelo menos a afirmação de que eles estão realmente liquidando os tokens se confirma.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Paolo Ong, da SEC Filipinas

Termina prazo para saída da Binance das Filipinas e reguladores avisam: “Não há como sacar fundos após bloqueio”

“Não podemos endossar nenhum método de como retirar seu dinheiro agora que a ordem de bloqueio foi emitida”, disse o regulador filipino
bitcoin preso a correntes

Angola proíbe mineração de criptomoedas e China repercute

Embaixada pediu aos chineses que vivem no país sul-africano para não apoiarem ou se envolverem com mineração
peter schiff falando ao microfone

O Bitcoin está em um mercado de baixa quando comparado ao ouro, afirma Peter Schiff

O analista financeiro e comentarista disse uma vez que o preço do BTC nunca chegaria a US$ 50 mil
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Executivo da Binance que fugiu da Nigéria é localizado e pode ser extraditado

Autoridade queniana disse que não é simplesmente prender, pois Nadeem Anjarwalla é de família influente que “tem o apoio de algumas pessoas poderosas”