Chainlink Labs, cujo protocolo de mesmo nome conecta dados de fontes externas a um blockchain, anunciou que o ex-CEO do Google Eric Schmidt entrou para a organização como consultor estratégico.

Schmidt atuou como CEO e presidente do Google entre 2001 e 2011 e como consultor técnico da Alphabet, empresa-mãe do mecanismo de pesquisa, entre 2018 e 2020.

Publicidade

Como consultor estratégico, Schmidt irá avaliar o desempenho da Chainlink, pesquisando e fornecendo orientações para encontrar quais pontos fortes, pontos fracos e oportunidades que podem existir na operação da Chainlink.

“Redes blockchain e oráculos da Chainlink estão em um ponto de inflexão fundamentam em termos de crescimento e adesão”, afirmou Sergey Nazarov, cofundador da Chainlink, em um comunicado de imprensa.

“A experiência e as percepções de Eric sobre o desenvolvimento de plataformas de software globais para a inovação da próxima geração serão inestimáveis conforme ajudamos desenvolvedores e instituições a entrarem em uma nova era de imparcialidade e transparência econômica.”

Chainlink Labs, com sede na cidade americana de São Francisco, lançou a rede Chainlink em junho de 2017.

Chainlink fornece dados do mundo real a contratos autônomos da Ethereum e de outras plataformas blockchain por meio de uma rede descentralizada de oráculos. Em outras palavras, a rede de nós da Chainlink pode ser visualizada em outras redes por meio de contratos autônomos.

Publicidade

Chainlink, que possui seu próprio utility token LINK para compensar operadores de nós da rede, é a 20ª maior criptomoeda, com uma capitalização de mercado de mais de US$ 10,5 bilhões, de acordo com o site CoinGecko.

Chainlink Labs possui enormes parcerias com as quais Schmidt poderá interagir. Em outubro, o Associated Press disse que iria usar Chainlink para ajudar a verificar artigos produzidos por seus autores.

Em 2019, Google Cloud começou a trabalhar com a Chainlink para desenvolver uma interface para a programação de aplicativos (ou API) que permite que contratos autônomos pesquisem a base de dados da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (ou NOAA), que incorpora informações de mais de nove mil estações meteorológicas.

“A Chainlink é o ingrediente secreto para desbloquear o potencial das plataformas de contratos autônomos e revolucionar os negócios e a sociedade”, afirmou Schmidt. “Estou empolgado em ajudar a equipe do Chainlink Labs a desenvolver um mundo impulsionado pela verdade.”

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin têm entrada de US$ 303 mi, impulsionados por Fidelity e Grayscale

Os fluxos de entrada de ETFs de Bitcoin à vista nos EUA atingiram uma alta de US$ 303 milhões em duas semanas, já que o preço do Bitcoin ultrapassou US$ 66 mil
Hacker com capuz sorri no escuro

“Fizemos besteira”: Gala Games confirma hack de de R$ 1,2 bilhão

Um invasor usou um exploit para cunhar e roubar 5 bilhões de tokens da Gala Games (GALA)
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

Manhã Cripto: ETFs de Bitcoin voltam a captar mais US$ 100 mi por dia nos EUA; Ex-diretor da FTX pede 18 meses de prisão

Mercado também começa a se preparar para veredito final da SEC sobre os ETFs de Ethereum à vista
Imagem da matéria: Manhã Cripto: CVM aplica multa de R$ 55,8 milhões a Atlas Quantum e dono foragido

Manhã Cripto: CVM aplica multa de R$ 55,8 milhões a Atlas Quantum e dono foragido

A CVM multou a pirâmide financeira Atlas Quantum após identificar indícios “robustos e consistentes” de que tudo não passava de uma operação fraudulenta