BMW i8
Carro modelo BMW i8, o mesmo comprado pelo golpista com Bitcoin roubado

O Departamento de Justiça dos EUA está se movendo para apreender milhões de dólares em Bitcoin que um hacker adolescente roubou de executivos de criptomoedas há quatro anos. Os promotores também estão se certificando de recuperar um carro esportivo que ele comprou com o Bitcoin roubado. 

Na semana passada, um juiz federal assinou uma ordem exigindo que Ahmad Wagaafe entregasse US$ 5,2 milhões (cerca de R$ 25 milhões) em Bitcoin que ele roubou em 2016, de acordo com um artigo do San Francisco Standard. Os bitcoins (BTC) foram roubados como parte de um esquema de troca de SIM card criado por Hared e dois outros golpistas entre 2016 e 2018. 

Publicidade

Troca de SIM card (SIM Swapping) é quando um hacker engana uma operadora de telefonia celular para entregar o controle do telefone celular de um usuário alvo, fingindo ser o proprietário do telefone.

É uma tática clássica de engenharia social usada por hackers para obter acesso a dados pessoais de seus alvos — ou para contornar medidas de autenticação de segundo fator baseadas em mensagens de texto.

Em 2016, Harred — então com 18 anos e morando em Tucson, Arizona — trabalhou em conjunto com Matthew Gene Ditman, de Nevada, para enganar representantes de suporte ao cliente de provedores de telefonia celular para divulgar detalhes sobre os SIM cards atribuídos às contas de executivos de criptomoedas no norte da Califórnia. 

A região abriga o Vale do Silício e todo um ecossistema de empresas de criptomoedas e startups. A Coinbase, a maior exchange dos Estados Unidos, já considerou São Francisco como sua casa, mas desde então passou a ser uma empresa totalmente remota.

Publicidade

Harred já era um habitante conhecido da chamada darknet, onde ele usava o nome de usuário ‘winblo’, de acordo com o jornalista independente de segurança cibernética, Brian Krebs. Usando essa identidade, Harred era considerado “extremamente ativo” e “reverenciado” em um mercado online onde contas de mídia social altamente valorizadas eram vendidas a compradores.

Com alguns desses fundos roubados, Harred comprou um BMW i8 que Krebs relatou ter um custo de aproximadamente US$ 150 mil na época. Os promotores disseram em sua acusação que os dois chamaram algumas de suas vítimas depois de assumir o controle de suas contas em uma tentativa de extorquir ainda mais.

O esquema chegou ao fim em 2019, depois que uma investigação do FBI identificou Harred e Ditman e prendeu os dois. A dupla ainda não foi condenada.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
farao do bitcoin glaidson

Justiça do Rio inicia julgamento da GAS Consultoria na próxima semana

Na próxima quarta-feira, a 1ª Vara Criminal Especializada de Combate ao Crime Organizado do Rio de Janeiro irá ouvir testemunhas
bitcoin

Manhã Cripto: Bitcoin recua 2,2% apesar da queda da inflação nos EUA

Embora os dados macroeconômicos atuais sejam positivos, o Bitcoin ainda busca estabilidade em meio às preocupações pontuais dos investidores
Imagem da matéria: PF derruba quadrilha que enviou R$ 1,6 bilhão para exterior com uso de criptomoedas e doleiros

PF derruba quadrilha que enviou R$ 1,6 bilhão para exterior com uso de criptomoedas e doleiros

Estima-se que foram importados para o país mais de 500 mil telefones celulares pela organização criminosa nos últimos cinco anos
Arte mostra imagem do espaço mirando a Terra envolta a uma rede de sinais holográficos

Núclea lança rede para tokenização de ativos financeiros

Testes da primeira duplicata tokenizada devem finalizar em julho e o serviço começa a ser ofertado de forma ampla ao mercado em setembro