Imagem da matéria: EUA: P2P de Bitcoin pega 41 meses de prisão por lavagem de dinheiro

Um ex-negociante de Bitcoin, o americano Thomas Mario Costanzo, foi condenado a 3 anos e 5 meses de prisão pela corte do Arizona em 30 de julho deste ano. A sentença foi divulgada no site do Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) no início do mês.

Punido por lavagem de dinheiro, Costanzo, que estava preso desde abril do ano passado, respondia a cinco acusações. De acordo com o DoJ, uma das provas apresentadas à corte foi o recebimento pelo réu de dinheiro oferecido por agentes federais.

Publicidade

Os policiais procuraram por Costanzo depois dele ter feito um anúncio que estava disposto a fazer transações em dinheiro de até US$ 50 mil. Anúncios como esses costumam chamar a atenção da Força-Tarefa de Combate ao Crime Organizado do DoJ.

A divulgação chamou, então, a atenção dos federais que, disfarçados, pediram que ele trocasse dinheiro por bitcoin, pois aqueles valores eram frutos do tráfico de heroína e cocaína.

“Quando agentes federais disfarçados se aproximaram de Costanzo e lhe disseram que eram traficantes de drogas, Costanzo lhes ofereceu bitcoins e disse que a criptomoeda era uma ótima maneira driblar as leis”, diz o relatório.

As transações foram de US$ 164.700 em um período de dois anos e os 80 bitcoins que Costanzo transferiu aos agentes que trabalhavam no caso serão recolhidos pela Justiça americana.

Publicidade

O americano operava os bitcoins usando o sistema P2P (de pessoa para pessoa) e um site chamado Blockk. Na internet, ele se apresentava como Morpheus Titania, segundo a Coindesk.

No ano passado, ele já era suspeito de operações ilegais e de porte de munições de arma de fogo também ilegais. Costanzo teve sua casa invadida pela polícia à pedido da Justiça.

Outro caso

No início de junho deste ano, uma ex-operadora de bitcoin de Los Angeles Theresa Tetley, de 50 anos, conhecida como “Bitcoin Maven“, também foi sentenciada a 30 meses de prisão depois que ela admitiu ter operado negócios ilegais e obter lucros de US$ 300 mil ao ano.

Após a investigação e prisão, Tetley ficou sem seus 40 BTCs guardados, US$ 292.264 e 25 barras de ouro. Os valores que foram apreendidos terão como destino os cofres públicos

Publicidade

Compre Bitcoin no Celular

A BitcoinTrade é a melhor plataforma para operar criptomoedas do Brasil.
Compre Bitcoin, Ethereum e Litecoin com segurança e liquidez, diretamente pelo app.
Baixe agora e aproveite, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Alemanha continua vendendo Bitcoin e reserva cai de US$ 3 bi para US$ 223 milhões

Alemanha continua vendendo Bitcoin e reserva cai de US$ 3 bi para US$ 223 milhões

A 10x Research afirma que a pressão de venda do governo alemão está diminuindo e que o Bitcoin parece tecnicamente sobrevendido
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin sobe acima de US$ 58 mil à medida que ETFs voltam a atrair investidores

Manhã Cripto: Bitcoin sobe acima de US$ 58 mil à medida que ETFs voltam a atrair investidores

Os ETFs de Bitcoin à vista negociados nos EUA captaram US$ 654,3 milhões entre os dias 5 e 9 de julho
Imagem da matéria: "Buy Bitcoin": 7 anos atrás, estagiário dizia para o mundo comprar Bitcoin no Congresso dos EUA

“Buy Bitcoin”: 7 anos atrás, estagiário dizia para o mundo comprar Bitcoin no Congresso dos EUA

Quem seguiu o conselho tomou uma sábia decisão: o Bitcoin valorizou 2.321% desde então, indo de US$ 2.387 para US$ 57.801
CEO da Messari Ryan Selkis

CEO da Messari renuncia após apoio extremista a Trump gerar reações negativas

Ryan Selkis disse a um usuário não americano do Crypto Twitter que ele deveria ser deportado do país por suas “visões esquerdistas”