Imagem da matéria: EUA multam Nvidia por não revelar impacto da mineração de criptomoedas em seus negócios
Foto: Shutterstock

A Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio dos EUA (ou SEC, na sigla em inglês), que regulamenta o mercado de investimentos local, anunciou uma multa de US$ 5,5 milhões com a Nvidia após a empresa fabricante de equipamentos de informática ter falhado em informar o impacto da mineração de criptomoedas em seus negócios – especialmente da divisão de games – em dois relatórios financeiros trimestrais em 2018.

“Sem admitir ou negar as descobertas da SEC, a Nvidia concordou com uma ordem de ‘não fazer’ e pagou uma multa de US$ 5,5 milhões”, de acordo com um comunicado da comissão divulgado nesta sexta-feira (6).

Publicidade

A Nvidia começou a mencionar a mineração de criptomoedas e seu impacto em seu negócio de fabricação de equipamentos originais (ou OEM) em agosto de 2017.

“Nossa receita pela OEM de PCs aumentou aproximadamente 200% principalmente devido à forte demanda por produtos GPU [placas de vídeo] para o uso na mineração de criptomoedas”, afirmou a Nvidia em seu relatório trimestral referente aos três meses que se encerraram em 30 de julho de 2017, destacando que a receita de seus produtos GPU GeForce, especificamente, tinham aumentado 90% por conta de sua popularidade entre mineradores cripto.

Mas a empresa não havia mencionado que seu negócio de games também havia se beneficiado da popularidade entre mineradores cripto.

“As falhas de divulgação da Nvidia privaram investidores de informações essenciais para avaliar o negócio da empresa em um mercado fundamental”, afirmou Kristina Littman, diretora da unidade cibernética da SEC.

Publicidade

“Todos os emissores, incluindo aqueles que buscam oportunidades envolvendo tecnologias emergentes, devem garantir que suas divulgações sejam pontuais, completas e precisas.”

Nvidia e a mineração cripto

Em 2018, a placa de vídeo GeForce GTX 580 da Nvidia, promovida para gamers, tornou-se popular entre mineradores cripto, mas a empresa ainda tinha dúvidas sobre o impacto da mineração cripto em suas vendas.

Em novembro daquele ano, após a demanda por placas de vídeo cair, Jensen Huang, CEO da Nvidia, afirmou que era impossível saber quanto de seu hardware estava sendo usado por mineradores.

“Meu ponto é que apenas não sabemos — quando estamos analisando o que consideramos como nossas próprias vendas e qual é a porcentagem de bitcoin em nossas próprias vendas. O que não sabemos é quanto inventário a AMD empurrou para o canal”, contou ele ao VentureBeat. “Não existe uma forma de nós calcularmos isso.”

Publicidade

Em um relatório trimestral enviado em 18 de maio de 2018, referente aos três meses que se encerraram em 29 de abril, a Nvidia creditou o aumento na receita aos e-sports.

“A receita por GPUs foi de US$ 2,77 bilhões — um alta de 77% [em comparação] ao ano anterior e 12% de forma sequencial, liderado pelos setores de jogos e centro de dados”, afirmou a empresa em um documento enviado à SEC.

“A receita por jogos subiu 68% [em comparação] há um ano e caiu 1% de forma sequencial. O crescimento no setor de jogos e GPU foi fomentado pela demanda de jogadores que interagem em e-sports, pela força no gênero ‘Battle Royale’ e famosos jogos cinematográficos.”

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Bitcoin e grafico de mercado

Traders de Bitcoin miram US$ 74 mil já na próxima semana com nova onda de fluxo positivo para ETFs

Com ETFs registrando quatro dias seguidos de entradas e dados de inflação nos EUA abaixo do esperado, o Bitcoin já começou a retomar a alta e superou os US$ 66 mil
Estátua da justiça e martelo de juiz à frente de bandeira do Canadá

Canadá multa Binance em R$ 22,5 milhões por violar as leis de combate à lavagem de dinheiro 

Agência do governo menciona falta de registro e ausência de relatório de transações enquanto corretora operou no país
Imagem da matéria: Fundos cripto do Brasil e Hong Kong são os únicos com fluxo positivo na última semana

Fundos cripto do Brasil e Hong Kong são os únicos com fluxo positivo na última semana

Fundos cripto tiveram a quarta semana seguida de saídas, mas o Brasil segue com tendência positiva ao lado de Hong Kong, que se destaca com a estreia de ETFs
Celular com o logo da CVM e notebook aberto no site da Comissãod e Valores Mobiliários

CVM reconhece ativo de blockchain como token de pagamento

Dynasty Global AG recebeu na última semana a classificação do D¥N como um token de pagamento pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).