Imagem da matéria: Ethereum confirma atraso e anuncia nova data da atualização Shanghai
Foto: Shutterstock

A aguardada atualização Shanghai da rede Ethereum, que permitirá a retirada dos tokens de ether (ETH) aplicados em staking, deverá atrasar. A expectativa agora é que ela fiquei para a primeira quinzena de abril, segundo informações dos principais desenvolvedores da rede em uma reunião na quinta-feira (2). 

Embora a atualização estivesse firmemente programada para um lançamento em março, alguns desenvolvedores do Ethereum começaram a duvidar que o cronograma se mantivesse, conforme relatado anteriormente pelo Decrypt

Publicidade

Os desenvolvedores agora planejam lançar a testnet Goerli, essencialmente um ensaio geral abrangente da Shanghai, no dia 14 de março ou por volta dessa data. Cerca de um mês depois, se tudo correr bem, a atualização de software Shanghai entrará em funcionamento, em meados de abril. 

Impacto financeiro da Shanghai

O momento exato da implementação Shanghai foi particularmente acompanhado de perto devido às implicações financeiras significativas dessa atualização.

Desde que o Ethereum começou a fazer a transição para um modelo proof-of-stake (PoS) — no qual as transações do Ethereum são validadas por usuários que fizeram stake de ETH na rede — esses mesmos usuários acumularam recompensas por sua participação na rede na forma de ETH recém-gerado. Desde que o staking ETH começou em dezembro de 2020,  US$ 28,7 bilhões em valor de ETH (e contando) foram depositados no Ethereum. Isso representa cerca de 14,5% de todo o ETH em circulação. 

Esses fundos e as recompensas que geraram, no entanto, ainda não estão disponíveis para retirada. Possibilitar que os usuários do Ethereum retirem seu ETH em stake é o principal componente da Shanghai.

De longe, os maiores investidores fazendo stake atualmente no Ethereum são serviços intermediários de staking, como a Lido e exchanges de criptomoedas, como a Coinbase, a Kraken e a Binance. Essas quatro empresas, que reúnem o ETH dos clientes para aplicá-los em stake e ganhar recompensas passivas, representam atualmente 56% de toda o ETH em stake na rede, de acordo com o Dune Analytics

Publicidade

Os analistas do JP Morgan previram em janeiro que a atualização Shanghai por si só poderia “inaugurar uma nova era” para a Coinbase, por exemplo. O banco de investimento estima que o staking poderia gerar uma receita para a exchange entre US$ 225 milhões e US$ 545 milhões por ano.

Cronograma da Shanghai

Com tanta coisa na atualização, os principais desenvolvedores Ethereum se esforçaram para implementar a Shanghai o mais rápido possível. Os desenvolvedores da rede removeram da Shanghai outras melhorias antecipadas e muito necessárias para a rede Ethereum para acelerar seu lançamento, e até evitaram adicionar pequenos ajustes técnicos aos métodos de codificação do Ethereum para a atualização, em uma decisão que poderia criar uma dívida técnica para a rede nos próximos anos.

Essas decisões foram controversas e geraram críticas de parte da própria equipe. “Parece que não estamos pensando na saúde a longo prazo da Ethereum”, disse o desenvolvedor Micah Zoltu, que protestou contra essas decisões, durante uma reunião de desenvolvedores sobre o assunto em janeiro. “Estamos pensando:’ como fazemos o que o público quer hoje?’”

Os sacrifícios feitos para acelerar o lançamento da Shanghai, no entanto, podem ter sido em vão — agora que a atualização está fugindo, mesmo que ligeiramente, de seu cronograma de lançamento original.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Clique aqui e acompanhe o Portal do Bitcoin no Google Notícias

VOCÊ PODE GOSTAR
Bitcoin em gráfico de alta com seta azul apontado para o alto

Traders esperam que Bitcoin supere a máxima de US$ 74 mil em breve

“Esperamos um impulso de alta aqui que pode nos levar de volta às máximas de US$ 74 mil”, disse a QCP Capital sobre o momento do Bitcoin
Imagem da matéria: O que é o Notcoin? Conheça o jogo baseado em Telegram, o token NOT e os planos futuros

O que é o Notcoin? Conheça o jogo baseado em Telegram, o token NOT e os planos futuros

Notcoin é um jogo baseado no Telegram que nos últimos meses acumulou um total de 35 milhões de jogadores
Imagem da matéria: Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Apesar de chamara cada vez mais atenção, muitas pessoas ainda não sabem o que é a tokenização de ativos e como ela funciona
Fachada da GameStop em Tyler no Texas

Memecoin da rede Solana com tema GameStop sobe 1.900% e desperta febre do GME

A memecoin GME decolou na segunda-feira (13), entregando retornos consideráveis, superando os das ações da GameStop