Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF
Shutterstock

Os ETFs de Bitcoin à vista nos Estados Unidos ultrapassaram coletivamente US$ 3 bilhões em fluxos líquidos de entrada cerca de um mês após serem lançados, superando o desempenho dos ETFs de ouro quando foram lançados, há 20 anos. Este marco inclui até mesmo o fundo da Grayscale, que viu apenas saídas à medida que investidores de longo prazo sacavam – muitos provavelmente mudando para produtos mais competitivos.

Excluindo a Grayscale, os fluxos estão chegando a US$ 10 bilhões, de acordo com dados da BitMEX Research. Na segunda-feira, os influxos desses outros ETFs de Bitcoin à vista totalizaram mais de US$ 9,6 bilhões.

Publicidade

Em uma postagem no Twitter na terça-feira, o analista de ETF da Bloomberg, Eric Balchunas, disse que o ETF de ouro levou “quase dois anos” para absorver o mesmo capital que os ETFs de Bitcoin absorveram nos últimos 32 dias.

Depois de entrar em operação em 18 de novembro de 2004, as ações SPDR Gold – que são negociadas na NYSE sob o código GLD – ultrapassaram US$ 1 bilhão em ativos três dias após a negociação. No entanto, os volumes caíram drasticamente depois disso, e o total conhecido de ativos sob gestão no ETF de ouro caiu para pouco menos de dez milhões de onças durante cerca de um ano, mostram os dados da Bloomberg.

Ainda assim, o GLD é frequentemente creditado por ter ajudado a lançar um mercado altista plurianual para o ouro, que elevou o seu preço por onça de US$ 400 no lançamento para US$ 1.800 em 2011 (o preço à vista atual é de cerca de US$ 2.000 hoje). Da mesma forma, o preço do Bitcoin já atingiu uma nova máxima em dois anos, acima de US$ 50 mil, desde que obteve seus próprios ETFs e testemunhou um tsunami ainda maior de influxos.

Notavelmente, cerca de metade dessas entradas líquidas chegaram apenas nos últimos três dias, a uma taxa de cerca de US$ 450 milhões por dia. Segunda-feira viu fluxos no valor de US$ 493 milhões, marcando o terceiro dia de entrada mais forte desde o lançamento.

Publicidade

Grande parte do aumento recente se deve à desaceleração das saídas do Grayscale Bitcoin Trust (GBTC). Ainda sendo o maior fundo de Bitcoin do mundo, muitos investidores começaram a se desfazer de suas ações do GBTC no mês passado para fechar uma negociação de arbitragem de longo prazo após a conversão da Grayscale em um ETF.

Outros investidores provavelmente venderam suas ações simplesmente para alternar para um dos ETFs mais novos e significativamente mais baratos da BlackRock, Fidelity e outros. De qualquer forma, esses fundos mais novos não mostram sinais de desaceleração, agora se aproximando de US$ 10 bilhões em fluxos líquidos quando descontados a Grayscale, de acordo com a BitMEX Research.

Os ETFs de Bitcoin agora detêm mais de US$ 30 bilhões em ativos (perto de 690.000 BTC), tornando-os o segundo maior ETF de commodity do país. O ouro continua sendo o rei nessa frente, ostentando US$ 90 bilhões em ativos, incluindo US$ 54 bilhões somente dentro do GLD, de acordo com a VettaFi.

Balchunas não respondeu imediatamente a um pedido de comentário do Decrypt.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin, Ethereum e Solana desabam e R$ 1 bilhão são liquidados do mercado em uma hora

Bitcoin, Ethereum e Solana desabam e R$ 1 bilhão são liquidados do mercado em uma hora

O Bitcoin começou o dia cotado a US$ 71 mil; agora, seu preço desaba para a US$ 66 mil
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de forex e criptomoedas de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Kaarat
Imagem da matéria: Scarpa quer desfecho de ação contra Willian Bigode por golpe cripto: “Já passou da hora”

Scarpa quer desfecho de ação contra Willian Bigode por golpe cripto: “Já passou da hora”

O jogador do Atlético Mineiro está desde o ano passado atrás dos valores investidos na WLJC Gestão Financeira através de Bigode
Uniswap, venture, criptomoedas, investimentos, web3

Manhã Cripto: Token da Uniswap despenca 17% após alerta de processo da SEC e Bitcoin recupera os US$ 70 mil

CEO da Uniswap, Hayden Adams, disse não estar surpreso, “apenas irritado, desapontado e pronto para lutar”