Imagem da matéria: Empresas lançam campanha para arrecadar criptomoedas para Israel
Foto: Shutterstock

À medida que o número de mortos continua a subir e a violência se espalha no confronto em rápida escalada entre Israel e Gaza que eclodiu no sábado, as criptomoedas emergiram como uma ferramenta de captação de recursos em toda a região. 

Na segunda-feira, uma coalizão de executivos cripto de Israel anunciou a criação da Crypto Aid Israel, um fundo projetado para coletar doações em 12 criptomoedas de todo o mundo. Os líderes da indústria planejam distribuir fundos aos israelitas afetados ou deslocados de suas casas por conta da violência que tomou a região no fim de semana.

Publicidade

No sábado, centenas de combatentes palestinos ligados ao grupo militante Hamas, que controla Gaza, atravessaram barricadas que separam o território do Sul de Israel em um ataque surpresa e tentaram assumir vários assentamentos. Cerca de 800 israelitas foram mortos e pelo menos 150 foram feitos reféns pelos militantes, segundo o governo israelita.

Criptos vão para ONGs

A equipe por trás do Crypto Aid Israel diz que enviará doações de criptomoedas para organizações sem fins lucrativos israelenses, que por sua vez ajudarão famílias que fugiram do Sul de Israel para Telavive, a maior cidade de Israel, sem levar alimentos e vestuário.

O grupo de ajuda, que é composto por executivos de empresas de criptoativos Israelenses como a 42studio, a MarketAcross, a Collider Ventures e a CryptoJungle, também diz que esteve em contato com várias agências do governo israelense interessadas em supervisionar o desembolso de fundos captados pelo grupo. 

Kim Bazak, um dos fundadores da iniciativa, disse ao Decrypt que o ímpeto para se concentrar em doações cripto é explorar e aumentar a conscientização especificamente entre a comunidade global da Web3. 

Publicidade

Também em Gaza, os criptoativos emergiram como uma ferramenta popular de captação de recursos desde domingo, quando Israel começou a bombardear o território com centenas de ataques aéreos. Na segunda-feira, o ministro da defesa de Israel pediu um “cerco completo” de Gaza que cortaria toda a eletricidade, comida, água e combustível para a faixa costeira, que abriga cerca de 600 mil pessoas.

Desde o início dos combates, diversas instituições de caridade Árabes listaram endereços de carteiras cripto nas redes sociais para atrair doações para os moradores de Gaza, que até agora levantaram vários milhares de dólares em criptomoedas. Pelo menos 687 palestinos foram mortos e mais de 3.726 ficaram feridos pela campanha de Ataque Aéreo de Israel até agora, de acordo com o Ministério da Saúde de Gaza. 

Ainda existe uma dúvida sobre a rapidez com que esses fundos digitais podem ser convertidos em ajuda tangível, tendo em conta os danos já incorridos na infraestrutura de Gaza. Na segunda-feira, um ataque israelense à empresa de telecomunicações Palestina destruiu a maior parte da internet no território, de acordo com um artigo do The New York Times

Outra questão controversa é quem poderia receber esses fundos se eles fossem distribuídos. O Hamas, que controla Gaza, é oficialmente designado como organização terrorista pelos Estados Unidos e outros governos. De acordo com várias fontes familiarizadas com o assunto, o governo israelense está trabalhando com a empresa de análise on-chain Chainalysis para verificar endereços cripto solicitados em busca de possíveis laços com o Hamas para tentar congelá-los em exchanges cripto, como a Binance.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Agentes federais acusam britânicos de fraude de US$ 3 milhões com NFTs Ethereum "Evolved Apes"

Agentes federais acusam britânicos de fraude de US$ 3 milhões com NFTs Ethereum “Evolved Apes”

Um trio do Reino Unido anunciou o lançamento de um jogo de battle royale, mas, em vez disso, embolsou as criptomoedas e fugiu
Homem preso com as mãos algemadas nas costas

Polícia do Rio prende suspeitos de integrar quadrilha especializada em golpes com criptomoedas

Operação ‘Investimento de Araque’ foi deflagrada nos estados do Rio, Amazonas e Pará; suspeitos movimentaram mais de R$ 15 milhões em dois anos
moeda de bitcoin ao lado de celular com logo da mt gox

Grandes credores da Mt. Gox não devem vender os bitcoins que receberem – e isso é um alívio para o mercado

A extinta exchange Mt. Gox deve começar a reembolsar seus credores em breve, e há um temor de que isso possa derrubar o preço do Bitcoin com uma onda vendedora
Policial algemando suspeito durante a noite

Médico perde R$ 500 mil em criptomoedas após encontro por aplicativo e sequestro; suspeitos são presos

Os sequestradores que aplicaram o famoso ‘golpe do amor’ foram presos rapidamente pela PM de SP; Polícia Civil investiga o paradeiro dos ativos