Imagem da matéria: Empresários desistem de "homenagear" FTX no nome de nova corretora após serem cancelados na Internet
Foto: Shutterstock

Empresários da Coinflex e os ex-donos do derretido fundo 3AC recuaram da ideia de batizar como GTX a nova corretora que pretende lançar no mercado. O recuo é possivelmente por conta da onda de críticas, brincaceiras e memes que invadiram o Twitter após os planos do novo empreendimento ter sido divulgado na segunda-feira (16).

Reportagem do portal The Block mostrou que os fundadores da falida Three Arrows Capital (3AC) e os donos da Coinflex estavam fazendo apresentações para possíveis investidores com o objetivo de montar uma nova corretora de criptomoedas. Trataria-se da GTX, uma referência à FTX e um indicativo de que o “G” no lugar do “F” simbolizava uma passo à frente.

Publicidade

Nessas apresentações para possíveis investidores, os empresários disseram que pessoas com fundos presos na FTX poderiam transferir para a GTX e resgatar em forma de crédito por um token que será criado. Os planos são de levantar US$ 25 milhões e começar a operar em fevereiro.

A extravagante apresentação gerou uma onda de críticas. O fundador da Castel Island Ventures, Nic Carter, disse que o plano era como se “incendiários voltassem à cena do crime vendendo baldes de água para as vítimas”. O CEO da Wintermute, Evgeny Gaevoy, afirmou que qualquer um que investisse na GTX encontaria dificuldades em trabalhar com ele no futuro.

Em um post no blog oficial da Coinflex publicado na segunda-feira (16), a empresa disse que GTX não será o nome final e era apenas uma nomenclatura temporária.

A publicação fala que estão ocorrendo uma série de especulações na imprensa, mas que “devido à natureza das discussões em andamento com várias partes, não pudemos compartilhar uma atualização sobre os planos propostos, mas pretendemos fazê-lo assim que uma possível rodada ou parceria se materializar”.

Publicidade

Parceria controversa

Outros nomes envolvidos na criação da nova corretora são Su Zhu e Kyle Davies, fundadores da falida firma de investimento cripto Three Arroows Capital (3AC); e Mark Lamb e Sudhu Arumugam, que fundaram a corretora Coinflex, empresa que também está passando por um momento de restruturação.

O objetivo é usar a tecnologia da Coinflex e a expertise do time jurídico para criar o novo empreendimento.

Segundo as apresentações, o grupo quer lançar a corretora em fevereiro e preveêm um mercado de US$ 20 bilhões.

  • Já pensou em inserir o seu negócio na nova economia digital? Se você tem um projeto, você pode tokenizar. Clique aqui, inscreva-se no programa Tokenize Sua Ideia e entre para o universo da Web 3.0!
VOCÊ PODE GOSTAR
Moeda de Bitcoi sob mapa da América comd estaque para Venezuela

Venezuela quer desativar todas as fazendas de mineração de criptomoedas do país

O governador do estado de Carabobo afirmou que o governo está prestes a publicar um decreto que irá proibir a mineração de criptomoedas
Celular com o logo da CVM e notebook aberto no site da Comissãod e Valores Mobiliários

CVM reconhece ativo de blockchain como token de pagamento

Dynasty Global AG recebeu na última semana a classificação do D¥N como um token de pagamento pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
Moedas de ethereum à frente de ilustração de cadeado

A SEC vai finalmente aprovar os ETFs de Ethereum? Entenda

Vence no fim desta semana o prazo para a SEC aprovar ou não alguns pedidos de ETFs de Ethereum e a expectativa agora é mais positiva do que nunca
Imagem da matéria: ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

Ação conjunta da ABcripto e associados visa levantar fundos e doações para desabrigados das inundações