Imagem da matéria: Empresa dos EUA listada na Nasdaq vai criar própria de máquina de mineração de bitcoin
Foto: Shutterstock

A Sino-Global Shipping America, empresa global do ramo de transportes listada na Nasdaq, anunciou na segunda-feira (04) a criação de uma joint venture em parceria com a empresa de blockchain HighSharp. Por meio da colaboração, e com um primeiro aporte de US$ 10 milhões, a companhia vai desenvolver sua própria máquina de mineração de bitcoin, já batizada ‘Thor Bitcoin Mining Machine’.

O novo empreendimento em conjunto, segundo o comunicado da empresa de Nova York (EUA), vai dar os primeiros passos para a realização do projeto, como os registros necessários de patente, como design e características do novo produto, e estratégias de branding, marketing e vendas. Nos próximos anos, diz o comunicado, a Sino-Global vai investir cerca de US$ 50 milhões.

Publicidade

Para o fundador e CEO da Sino Global, Lei Cao, a escassez de componentes para produtos de mineração abre uma oportunidade para investimento no que ele chamou de empreendimento valioso.

“Este é um grande desenvolvimento estratégico para a Sino-Global com potencial para benefícios financeiros significativos de longo prazo”, comentou Cao. Segundo ele, o plano é preencher esse vácuo e avançar agressivamente no setor e assim poder trazer mais valor tanto para a empresa quanto para seus acionistas.

O nome que escolhemos ressalta os consideráveis ​​recursos combinados de nossa JV, conhecimento de mercado e capacidade de atender à demanda não atendida por máquinas de mineração digital confiáveis ​​e de alta qualidade. Mudanças recentes na política de criptografia, combinadas com a escassez global de componentes, têm servido para remover a capacidade de produção de mineração digital valiosa. 

Sobre o nome dado à futura máquina de mineração de bitcoin, a Sino disse que escolheu ‘Thor’, o nome do super-herói da Marvel, porque o termo “ressalta os consideráveis ​​recursos combinados de nossa JV”.

Publicidade

Sino na mineração de bitcoin

Acostumada a abastecer grandes cargas de navios, recentemente a empresa também passou a navegar no mundo das criptomoedas. Conforme ressalta a nota, a companhia também tem se diversificado no novo setor.

Em março deste ano, a empresa anunciou a compra de 60% da empresa de infraestrutura de blockchain, Super Node LLC, cuja sede fica no estado americano Delaware. A transação de ações foi avaliada em US$ 5 milhões.

Mas foi em fevereiro que a empresa destacou seus planos para o mercado de criptomoedas, notícia que fez suas ações dispararem mais de 100%, conforme revelou o Coindesk na época. Naquela ocasião, a Sino Global revelou a intenção de adquirir inicialmente máquinas de mineração de bitcoin através da Bitmain.

VOCÊ PODE GOSTAR
criptomoedas caindo no fogo

Volume de negociação em corretoras de criptomoedas cai pela 1ª vez em 7 meses

Análise aponta que guerra no Oriente Médio e freio no fluxo dos ETF cripto dos Estados Unidos foram os motores para a queda
Imagem da matéria: Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Dados do CoinGecko mostram que o Bitcoin subiu cerca de 3% no último dia e no período de uma semana valorizou em 9%
Policial algemando suspeito durante a noite

Suspeito de roubar quase R$ 10 milhões da Pump.fun é preso em Londres

Jarett Dunn, ex-funcionário da plataforma Pump.fun, foi preso na Inglaterra acusado de golpe de quase R$ 10 milhões
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin abre semana em alta de 2,8%; Grandes investidores do Japão e EUA ganham exposição ao BTC

Manhã Cripto: Bitcoin abre semana em alta de 2,8%; Grandes investidores do Japão e EUA ganham exposição ao BTC

Wells Fargo dos EUA e a Metaplanet do Japão anunciaram novos investimentos no Bitcoin