Imagem da matéria: Dólar digital não traria mudanças drásticas para o sistema financeiro mundial, afirma BC dos EUA
(Foto: Shutterstock)

Os EUA parecem estar procrastinando no desenvolvimento de uma moeda digital de banco central (ou CBDC, na sigla em inglês), pois legisladores no Federal Reserve – Fed, o Banco Central dos EUA – discutiram a tecnologia, mas não afirmaram se fizeram algum progresso.

Durante uma conferência sobre o papel internacional do dólar na terça-feira (5), conselheiros econômicos e chefões do Fed discutiram sobre ativos digitais e a possibilidade de uma CBDC beneficiar os EUA.

Publicidade

De acordo com um comunicado do Fed, os “painelistas concordaram, no geral, que a tecnologia em si não resultaria em mudanças drásticas no ecossistema monetário global”.

Digital mas centralizado

Uma CBDC é uma versão digital da moeda fiduciária de um Estado — como a libra esterlina ou o euro — apoiada por um banco central. Tais ativos são centralizados, diferente de criptomoedas, como o bitcoin (BTC) e o ether (ETH).

Diversos outros países estão pesquisando a utilidade de CBDCs e a China parece estar bem adiantada no jogo com seu renminbi digital: O país lançou uma carteira digital para seus cidadãos em janeiro.

A ideia é que países possam parar de usar dinheiro em espécie enquanto também melhoram a segurança e agilizam pagamentos. Mas o banco central da maior potência econômica do mundo sempre disse que estava apenas pesquisando um dólar digital — e a conferência de terça-feira confirmou que não existe pressa em lançar uma CBDC.

Publicidade

Em janeiro, o Bank of America (ou BofA) afirmou que um dólar digital poderia ajudá-lo a manter seu status como moeda de reserva mundial. Porém, participantes da conferência mais recente não viram motivos para impulsionar os possíveis benefícios.

“Painelistas não manifestaram ameaças materiais aos papéis internacionais do dólar que surgem dos ativos digitais no curto prazo”, de acordo com o comunicado do Fed, “e sugeriu que ativos digitais podem fortalecer esses papéis no médio prazo se novos conjuntos de serviços estruturados em torno desses ativos estiverem ligados ao dólar”.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin têm entrada de US$ 303 mi, impulsionados por Fidelity e Grayscale

Os fluxos de entrada de ETFs de Bitcoin à vista nos EUA atingiram uma alta de US$ 303 milhões em duas semanas, já que o preço do Bitcoin ultrapassou US$ 66 mil
Celular com o logo da CVM e notebook aberto no site da Comissãod e Valores Mobiliários

CVM reconhece ativo de blockchain como token de pagamento

Dynasty Global AG recebeu na última semana a classificação do D¥N como um token de pagamento pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
Imagem da matéria: El Salvador já minerou R$ 154 milhões em Bitcoin usando energia de vulcão

El Salvador já minerou R$ 154 milhões em Bitcoin usando energia de vulcão

A mineração de Bitcoin é feita com energia do vulcão Tecapa, usando 300 processadores voltados para essa atividade
Imagem da matéria: MB e Rappi se unem para celebrar data histórica para Bitcoin com entrega de pizzas a clientes da exchange

MB e Rappi se unem para celebrar data histórica para Bitcoin com entrega de pizzas a clientes da exchange

A plataforma de ativos digitais também promove campanha para recompensar trades realizados até 4 de junho