Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas
Shutterstock

Várias projetos de criptomoedas começam a liberar nesta semana parte significativa de seus tokens, o que vai culminar em um aumento na oferta circulante desses ativos. A consequência natural desse tipo de movimento é a queda nos preços, e investidores se preocupam à medida que cerca de US$ 650 milhões (R$ 3,1 bi) em tokens entram no mercado esta semana, segundo dados do Token.Unlocks and CryptoRank.

Os desbloqueios já começaram na segunda-feira (27) com o Axelar (AXL). Após o projeto liberar US$ 18 milhões em tokens – cerca de 5% da capitalização de mercado do ativo – a moeda caiu 10%.

Publicidade

Nos próximos sete dias, outras seis liberações de tokens estão agendadas.

A rede da exchange descentralizada DYDX, por exemplo, vai injetar no mercado 150 milhões de seu token nativo de mesmo nome. Somente nesse movimento, serão US$ 521 milhões a mais no mercado – uma quantidade de tokens que representa cerca de 85% da oferta circulante do DYDX.

Conforme apontou o CoinDesk, nos próximos dias haverá também outros grandes desbloqueios envolvendo os seguintes projetos e seus respectivos tokens: Optimism (OP), Sui (SUI), Immutable X (IMX), 1inch (1INCH) e Hedera (HBAR).

E as quedas de preço já começaram. Nas últimas horas, o DYDX caiu 7%; OP -6%; 1INCH -4%; SUI -8%. HBAR e IMX também sofre quedas de 2% a 3%, respectivamente.

Esses eventos podem ser explicados em um relatório da The Tie, empresa de análise de criptomoedas que explorou o tema no início do ano, afirmando, em resumo, que grandes eventos de desbloqueio geralmente levam a quedas de preços devido ao aumento da oferta que supera a demanda dos investidores pelo ativo.

Publicidade

De acordo com a plataforma de análise de criptomoedas Top 7 ICO, “o monitoramento de tokens adquiridos e eventos de desbloqueio futuros é um passo importante para tomar decisões comerciais mais cautelosas e, no final, melhores”.

Enquanto isso, a maior criptomoeda do mercado, Bitcoin (BTC), se mantém no maior nível do últimos 18 meses, sendo negociado nesta manhã de terça-feira (28) em US$ 37.128; em reais, o BTC é negociado em R$ 183.668, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).  

O Ethereum (ETH), segunda maior cripto do mundo, também mostra estabilidade ao ser cotado a US$ 2.063; em reais, R$ 10.120.

You May Also Like
Bandeira com o logotipo da Coinbase se mov eao ar l ivre

Coinbase apoia ETF de Ethereum da Grayscale: ‘Virtualmente idêntico a ETFs de Bitcoin’

Citando a configuração técnica e a capitalização de mercado do Ethereum, a Coinbase acredita que a SEC deveria aprovar um ETF spot de ETH
Mãos humanas e robótica tocam as pontas dos dedos

Manhã Cripto: Tokens de IA disparam, Ethereum (ETH) supera os US$ 3 mil e Justiça libera extradição no caso Terra

Traders aceleram as compras de tokens relacionados à tecnologia de inteligência artificial, com destaque para o SingularityNET  e Fetch.ai
Smartphone mostra logotipo da Binance à frente de tela de negociação

Binance vai listar seis novos pares com stablecoins, incluindo Pepe

A criptomoeda meme PEPE acumula uma valorização de 400% nos últimos sete dias
Imagem da matéria: Blockchain da Avalanche para de fazer blocos e derruba preço da AVAX

Blockchain da Avalanche para de fazer blocos e derruba preço da AVAX

Avalanche C-Chain, lar da infraestrutura para a maioria dos projetos DeFi em AVAX, ficou mais de três horas sem produzir um novo bloco