Bitcoin Standard (O Padrão Bitcoin) de Kränkel
Desenhista alemão faz arte em grafite em nome do Bitcoin

A indústria das criptomoedas não é formada apenas por números e soluções tecnológicas. Ela engloba várias áreas além das finanças, como a arte, por exemplo, que historicamente acompanha o crescimento do ecossistema. São artistas plásticos, digitais, cineastas, fotógrafos, arquitetos, e desenhistas como o jovem alemão Daniel Kränkel, que faz arte em grafite com a temática do Bitcoin.

Natural de Ravensburg, uma pequena cidade ao sul da Alemanha e próxima à Suíça, Daniel afirmou ao Portal do Bitcoin que há cerca de um ano era funcionário de um supermercado. Na época, ele já traçava sua arte inspirada na genialidade de Satoshi Nakamoto, sem saber, contudo, que isso mudaria sua vida.

Publicidade

“Eu já tinha criado os primeiros desenhos a lápis e percebi que eles eram muito bem recebidos pelos entusiastas de Bitcoin, não apenas na Alemanha, mas internacionalmente”, disse ele, acrescentando que agora sua única atividade é de artista autônomo.

(Divulgação)

Contato com o Bitcoin

Perguntado como foi o seu primeiro contato com o Bitcoin, Daniel disse que ouviu sobre criptomoedas muito cedo, mas que não deu muita atenção ao assunto, especialmente ao Bitcoin.

“Foi em 2017, quando estava procurando uma maneira de investir meu dinheiro e percebi a diferença fundamental entre as criptomoedas em geral e o Bitcoin, o que o dinheiro realmente é e deveria ser, como nosso sistema monetário tradicional ‘funciona’ e que a inflação não é boa para o mundo”, disse. 

Segundo o artista, o processo foi natural: “Eu não tinha ninguém para me mostrar o assunto. Naquela época, também não havia uma comunidade ativa em torno do Bitcoin na Alemanha, o que fez com que meu conteúdo e fontes de informação fossem principalmente em inglês”.

Publicidade

Sem olhos para os NFTs

“Sou um Bitcoiner, portanto, minha arte é exclusivamente sobre Bitcoin”. Essa frase de Daniel vai ao encontro de outra, dita à reportagem, quando perguntado se ele lançaria alguma coleção em NFTs: “Intencionalmente, eu não trabalho com NFTs, porque como um convicto Bitcoiner, não os considero necessários ou importantes”.

“Não há nada mais honesto e puro do que Proof-of-Work”, diz Daniel — ou ‘Bitcoin Apex’ (Ápice do Bitcoin), como se apresenta em redes sociais como BitcoinTalk e Instagram, em analogia ao seu projeto. Ele vem divulgando suas obras e ganhando simpatia da comunidade cripto com seus desenhos em grafite.

Seu trabalho é inspirado no apelo estético das artes clássicas, valorizando o período Renascentista com um toque do Bitcoin. Mas não é só o termo ou o da maior criptomoeda do mundo que Kränkel valoriza em seus traços cinzentos: o nome do criador, Satoshi Nakamoto, também está sempre presente, assim como termos do seu eternizado white paper, ‘blockchain’, ‘proof-of-work’, entre outros.

(Divulgação)

“Acho emocionante usar algo tão simples e discreto como um lápis para criar algo que surpreenderá as pessoas. Por outro lado, o lápis é uma maneira muito bonita de criar detalhes finos, pois, de um lado, quero estabelecer uma conexão com o Bitcoin, em que os desenhos representam uma prova de trabalho, análoga ao algoritmo de consenso PoW. Isso dá à rede Bitcoin um vínculo físico e real com o mundo e a natureza”.

Publicidade
(Divulgação)
(Divulgação)

As obras de Kränkel já chegaram ao primeiro escalão cripto: o empresário e bilionário Michael Saylor, fundador da MicroStrategy e um dos maiores entusiastas do Bitcoin, já posou segurando uma obra do alemão.

(Reprodução)

150 horas de trabalho

Em um tweet na rede X, ele disse: “Eu realmente espero inspirá-lo com meu trabalho para gastar um pouco do seu precioso tempo de vida no Bitcoin. Não importa como e o que seja, o mundo agradecerá”.

Sobre a arte que batizou de ‘Victory of Reason’ (ou Vitória da Razão,em português),  Apex disse em um post na Nostr que levou cerca de 150 horas de trabalho para concluir.

Sobre a obra, ele explicou que sua inspiração foi a estátua “Karolo Quarto”, dedicada ao imperador Carlos IV, que fica em Praga, na República Tcheca.

“Meu desenho é uma representação da analogia entre os indivíduos Martin Luther e Satoshi Nakamoto, os quais inauguraram a base para uma reviravolta completa na maneira como nações inteiras pensam e, finalmente, agem. Como inspiração para esta obra escolhi a magnífica fonte de bronze “Karolo Quarto”, que me foi permitido ver e maravilhar com entusiasmo em Praga.

Publicidade
(Divulgação)

Daniel é um “defensor das construções, edifícios e arte de eras passadas, “pois não são apenas um deleite para os olhos, mas também o resultado cultural das pessoas durante épocas em que seu dinheiro era mais sólido e saudável do que hoje”. Ele acrescenta:

“O dinheiro não era (hiper)inflacionado e era mais limitado em quantidade. O dinheiro é o fundamento de nossa civilização e quando esse fundamento se desintegra, o mesmo acontece com tudo o mais”.

“Meu desenho favorito é ‘Bitcoin — Seja Satoshi’. Em termos de esforço, não é o desenho que exigiu mais tempo e técnica, mas acredito que a mensagem seja muito bonita, que se resume a Satoshi Nakamoto fazendo com que o ser humano cego pelo sistema fiduciário, sofrendo e sem entender, sinta novamente uma esperança no Bitcoin”.

O sumiço de “obras luxuosas”

Kränkel acredita que o Bitcoin pode ser o catalisador para o ressurgimento do que ele chamou de “obras luxuosas”: “Bitcoin será o catalisador da Renascença 2.0, digital, impactando o mundo real. Ele anunciará o ápice da humanidade”, reflete o artista.

Para contextualizar, de acordo com o dicionário Houaiss, Renascença — ou Renascimento — é como ficou conhecida uma fase de grandes mudanças nas artes na Europa entre os séculos XIV e XVI. Em resumo, foi nesse período que surgiram nomes como Leonardo da Vinci e Michelangelo, duas das maiores fontes de inspiração de Daniel.

“Gênios como Michelangelo e Leonardo da Vinci — que também são conhecidos por suas obras de arte tridimensionais — frequentemente inspiram meus próprios desenhos”, disse. Contudo, afirmou, sua obra favorita é não de nenhum deles, mas de Ludovico Pogliaghi, a  ‘Lamentation of Christ’ (Lamentação de Cristo).

Publicidade

“Um relevo em bronze gigantesco e minuciosamente detalhado que adorna a entrada principal da Catedral de Milão. Eu interpretei partes dessa porta também em meus desenhos de Bitcoin”, disse Daniel.

“Lamentação de Cristo”, obra de Ludovico Pogliaghi em Milão, que inspirou Daniel Kränkel (Imagem: Shutterstock)

E então questiona: “Você já se perguntou por que a arte e a arquitetura não são mais produzidas de forma tão luxuosa, majestosa e com atenção aos detalhes?”.

Em seu entendimento, as obras clássicas surgiram de uma civilização que poderia colocar tempo e energia em talentos e interesses porque seu dinheiro não os prendia a uma roda de hamster cada vez maior”.

“Com a crescente intervenção dos estados e bancos, nosso dinheiro perdeu qualidade e ganhou quantidade, assim como a arte. Mas isso não precisa ser assim”, acrescenta.

De acordo com Daniel Kränkel, apesar de ter começado o projeto há cinco anos, faz apenas um ano que ele vive de sua arte, quando abriu uma empresa e começou a trabalhar como autônomo. Ele inclusive ilustra isso em seu site.

(Reprodução)

“Além dos originais, eu faço uma série limitada de 21 impressões de arte em papel Hahnemuhle Baryta numeradas e assinadas para a maioria dos desenhos. Para aqueles com um orçamento menor, também faço impressões regulares em papel fotográfico.

Daniel oferece garantia da imagem por meio de um contrato com sua empresa, mas o custo de envio pelo correio fica por conta do comprador. Conforme descreve, quando ele recebe um pedido pelo meu site, ele o embala em papel glassine e em seguida o protege com espuma para então colocá-lo em uma caixa. “Adiciono alguns brindes com o tema Bitcoin e então levo para os correios”

VOCÊ PODE GOSTAR
Equipamento de mineração com CPU em uma mesa de escritório com sinal luminoso do Bitcoin atrás

Dificuldade de mineração do Bitcoin bate recorde em último ajuste antes do halving

Recorde significa que mineradores estão correndo para garantir a recompensa de 6,25 BTC por bloco antes do halving
Pai Rico Pai Pobre Robert Kiyosaki posa para foto

Autor de “Pai Rico, Pai Pobre” explica por que não vai comprar ETF de Bitcoin

Robert Kiyosaki defende há anos Bitcoin, ouro e prata como as maiores reservas de valor
moeda de bitcoin e ethereum com gráfico ao fundo

Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) supera US$ 72 mil com halving cada vez mais próximo; ETH dispara 6%

É a primeira vez que o Bitcoin bate a marca de US$ 72 mil desde meados de março
Brad Garlinghouse, CEO da Ripple , posa para foto

Mercado de criptomoedas vai valer US$ 5 trilhões até final do ano, prevê CEO da Ripple

Brad Garlinghouse justifica seu otimismo pelo halving do Bitcoin e um possível impulso regulatório positivo do mercado cripto nos EUA