Imagem da matéria: CVM proíbe Stratum e Coinbr de atuarem no mercado sob pena de multa diária de R$ 100 mil
Foto: Shutterstock

A Comissão Valores Mobiliário (CVM) proibiu a plataforma de criptomoedas Stratum e a Coinbr de atuarem no mercado financeiro com oferta de investimentos. O alerta aos investidores foi expedido pela autarquia na última terça-feira (10). 

De acordo com a autarquia, as empresas estariam ofertando publicamente contrato de investimento coletivo e teriam de suspender imediatamente esse tipo de atividade sob pena de multa diária de R$ 100 mil para cada uma das empresas e seus sócios.

Publicidade

Segundo a Deliberação 837 da CVM, os serviços oferecidos por meio dos sites https://stratumblue.hk/homepage e https://stratum.hk/home se enquadram no conceito legal de valor mobiliário.

A Stratum e a Coinbr, bem como os seus respectivos sócios Francisco Rocelo Bezerra Lopes, Charys de Oliveira Vieira e José Mascelvam Bezerra da Silva, “não se encontram habilitados a ofertar publicamente títulos ou contratos de investimento coletivo cuja remuneração estaria atrelada ao desempenho de índice de criptoativos gerido por profissionais”.

A CVM, então, ordenou a suspensão de ofertas que vinha ocorrendo sem os devidos registros (ou dispensas deste) perante o órgão regulador.

“Em face da legislação em vigor, títulos ou contratos de investimento coletivo que gerem direito de participação, de parceria ou de remuneração, inclusive resultante de prestação de serviços, cujos rendimentos advêm do esforço do empreendedor ou de terceiros somente podem ser ofertados publicamente mediante registro da oferta ou de sua dispensa na CVM”.

Publicidade

Coinbr proibida

A oferta pública de valor mobiliário não submetida a registro ou dispensa de registro perante a CVM, conforme afirmou a autarquia, configura infração ao artigo 19 da Lei nº 6.385/76.

De acordo com a deliberação 837, ainda, esse tipo de atividade constitui crime (federal) contra o Sistema Financeiro Nacional punível de 2 a 8 anos de reclusão e multa, conforme está previsto na Lei 7.492/86.

A CVM explicou, por meio desse documento que  está autorizada a aplicar sanções administrativas além de determinar a suspensão dessa atividade no mercado financeiro.

 “A não-observância da presente determinação acarretará multa cominatória diária, no valor de R$ 100 mil, sem prejuízo da responsabilidade pelas infrações já cometidas, com a imposição da penalidade cabível, nos termos do art.11 da Lei nº 6.385, de 7 de dezembro de 1976”.

Talvez você queira ler
Imagem da matéria: Falha no Bradesco faz sumir saldo da conta dos clientes; veja as reclamações

Falha no Bradesco faz sumir saldo da conta dos clientes; veja as reclamações

Segundo maior banco do Brasil, Bradesco entrou no Trending Topics do X por erro que fez sumir saldo dos correntistas
Pedro do Flamengo vai para cima de Alisson do São Paulo em final da Copa do Brasil

Jogo do São Paulo contra Flamengo terá ingressos tokenizados; veja preços

O “Smart Ticket” começou a ser vendido na terça-feira (28) pelo app do clube paulista, e vale para o jogo de 6 de dezembro no Morumbi
Pelé segura taça Fifa me evento

BitGo nega parceria com novo negócio de criptomoedas de filhos e ex-mulher de Pelé

JanBank, que tem familiares de Pelé e um pastor como sócios, será focada em pagamentos com Bitcoin, Ethereum, entre outros criptoativos