Imagem da matéria: Criptomoeda Waves dispara mais de 300% em menos de um mês
Wavez chegou a ser negociada acima dos US$ 4,40 (Foto: Shutterstock)

Desde o final de novembro, a criptomoeda Waves (WAVES) contrariou a tendência do mercado e subiu de preço em mais de 300%. Cotada a US$ 1 na última semana de novembro, a criptomoeda chegou hoje a ser negociada acima dos US$ 4,40.

A Waves entrou no top 20 das criptomoedas de maior valor de mercado, com aproximadamente US$ 384 milhões, o maior valor desde junho de 2018.

Publicidade

Por que a demanda por está aumentando?

Waves é uma plataforma blockchain onde organizações e desenvolvedores podem criar seus próprios tokens personalizados. Ele tem sua própria exchange descentralizada (DEX), onde esses tokens podem ser negociados ao lado de algumas das criptomoedas mais populares, como bitcoin, Litecoin e Monero.

Há pouco mais de uma semana, o lançamento de uma carteira móvel atualizada da Waves que permitia compras com cartões de crédito da Waves que poderiam ser trocados por Bitcoin, ou por outras moedas em sua própria DEX, poderia estar alimentando o interesse na moeda. Isso ainda pode ser o caso. De acordo com o volume de negociação do CoinMarketCap, o volume na exchange aumentou esta semana também.

Depois de apresentar a funcionalidade de contrato inteligente pela primeira vez à plataforma em setembro de 2018, agora está adicionando ativos inteligentes (smart assets) e transações inteligentes com contas (smart account trading). Um anúncio da Waves foi publicado em 13 de dezembro, e a funcionalidade será adicionada à mainnet do blockchain assim que os mineradores da Waves votarem em seu acordo. A Waves também lançou seu complemento de carteira para o navegador Firefox em 14 de dezembro e lançará uma plataforma de negociação de token de títulos da Europa em 2019.

O blockchain da Waves, de acordo com a Waves, é rápido, suportando 6.000 transações por minuto, o que equivale a 100 por segundo. Ethereum é capaz de cerca de 10-15 transações por segundo atualmente, mas o criador da Ethereum, Vitalik Buterin, acredita que uma vez que as soluções de segunda camada como Sharding e Plasma tenham efeito, a rede é capaz de mais de um milhão de transações por segundo.

Publicidade

A Waves anunciou também que processou mais transações em um dia do que qualquer outra em 21 de outubro de 2018, alcançando 6,1 milhões e superando a Ethereum em 1,3 milhão e a EOS em 5,4 milhões.

US$ 120 milhões levantados

A Waves arrecadou US$ 120 milhões em uma rodada de financiamento que permitiu a implantação da Vostok, uma plataforma blockchain privada e integradora de sistemas que foi desenvolvida com a mentalidade de servir instituições públicas e grandes empresas.

A rodada de levantamento de fundos foi liderada pela Dolfin, um grupo de serviços financeiros com sede em Londres, e envolveu principalmente investidores privados, segundo a Bloomberg.

Para o fundador da Waves Platform, Sasha Ivanov, há uma necessidade no mercado de redes descentralizadas como a Vostok e isso continuará por um bom tempo.

Publicidade

BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Avenged Sevenfold está transformando fãs de heavy metal em "Evangelistas da Blockchain"

Avenged Sevenfold está transformando fãs de heavy metal em “Evangelistas da Blockchain”

Plataforma descentralizada recompensa fãs do Avenged Sevenfold e gera recompensas por participarem de atividades ligadas à banda
Celular com logotipo da BInance

Binance lista 6 novos pares de negociação com USDC e lira turca

A corretora também vai incluir os novos pares em seu serviço de robôs de negociação (trading bots)
Imagem da matéria: PUPS sobe 81% em meio à briga por título de "primeira memecoin" do Bitcoin

PUPS sobe 81% em meio à briga por título de “primeira memecoin” do Bitcoin

A memecoin PUPS se vendeu como a primeira memecoin baseada na rede do Bitcoin, mas nem todos concordam
Imagem da matéria: Banco do Brasil e BTG estão entre os maiores detentores do ETF de Bitcoin da BlackRock

Banco do Brasil e BTG estão entre os maiores detentores do ETF de Bitcoin da BlackRock

Segundo Eric Balchunas, da Bloomberg, as 30 instituições são responsáveis por apenas 0,2% de tudo que o ETF da BlackRock tem