Craig Wright diz que Bitcoin SV terá bloco de 1TB em dois anos



Craig Wright quer que o Bitcoin SV (BSV) processe blocos na escala dos terabytes. É uma meta de 2 anos, de acordo com um tweet que ele publicou ontem.

Wright não elaborou sobre como ele fará isso. A demanda por espaço de transação nos blocos do Bitcoin é alta e, certamente, o Bitcoin tem lutado para acompanhar a demanda. Wright e outros no mundo do Bitcoin Cash não acreditam em soluções de escala que levam as transações para fora da cadeia (ex: Lightning Network), preferindo aumentar o tamanho dos blocos e o espaço de armazenamento associado necessário para os nodes do Bitcoin. A primeira mudança do hard fork do Bitcoin SV foi projetar uma quadruplicação para blocos de 128MB.

Atualmente, entretanto, os blocos do BSV são, em média, muito menores do que os blocos do Bitcoin, devido às poucas transações efetuadas na rede.

Entre BTC, BCH e BSV, o de Wright tem os menores blocos. Wright e seus colegas pretendem mudar isso através de parcerias corporativas, trazendo mais negócios para a rede.

Baixas taxas de transação e amplo espaço em bloco podem ser atraentes para os desenvolvedores que buscam uma plataforma para construir. No entanto, há uma crescente concorrência de plataformas blockchain. Parece que o fator decisivo real sobre qual plataforma de token tem mais uso pelos desenvolvedores e, portanto, a maior atividade de transação é qual deles se torna o mais mainstream.

Até hoje, a maioria dos aplicativos descentralizados tem pouquíssimos usuários, um status quo contínuo que é desanimador para quem procura investir ou criar novas aplicações desse tipo.

Dois anos não é muito tempo. Afinal de contas, foram necessários dez anos apenas para alcançar a adoção predominante do Bitcoin. O Bitcoin SV deve competir com o Bitcoin via Omni, Bitcoin Cash via Wormhole, Ethereum, NEO e novatos como AELF. O Ethereum é de longe a plataforma mais popular para criar aplicativos descentralizados inteligentes, mas como uma rede, ela tem aprimoramentos de protocolo essenciais a serem executados antes de ser capaz de lidar com o número de transações que Wright prevê.

É difícil prever o custo de 1TB de armazenamento em dois anos, mas, nas taxas atuais, um usuário final comercial precisaria pagar um adicional de US$ 300 por hora apenas em custos de armazenamento (no padrão do setor de US$ 0,05 por gigabyte por mês).


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br