Bitcoin, saque
Shutterstock

A corretora de criptomoedas AEX, empresa de origem chinesa com sede nas Ilhas Seychelles, é a mais recente companhia do setor a travar saques de bitcoin, ethereum e outros tokens, conforme anúncio feito no domingo (17). Em nota, a equipe da AEX disse que a ação deve-se a uma colaboração com autoridades policiais, sem detalhar, no entanto, o porquê.

“Devido à cooperação com a investigação policial, a plataforma suspendeu os serviços relacionados. Pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, aguarde o anúncio da polícia”.

Publicidade

A medida ocorre cerca de um mês depois de a corretora anunciar problemas de liquidez após o colapso da Terra LUNA e da stablecoin UST. No dia 15 de junho, a mesma equipe anunciou que a AEX, que tem escritórios em vários países, estava com problemas de liquidez. 

Segundo comunicado na época, “o USDT/USDC armazenado pela AEX para mineração na plataforma Curve foi trocado pela UST após o colapso da UST, resultando em perda de ativos de liquidez de curto prazo”.

O alerta aos clientes, no entanto, disse a empresa, causou outras interpretações, bem como  especulações, levando o cliente ao pânico e consequentemente a uma corrida bancária. “Portanto, é necessário que ajustemos nossa estratégia de mercado”, escreveu na ocasião AEX.

Sem prazo para saques de criptomoedas

A conta da AEX no Twitter não atualizou nenhuma novidade até esta manhã de segunda-feira (18), o que deixa seus clientes no aguardo de detalhes sobre o escopo da investigação policial e quando os usuários podem esperar a retomada das operações.

Publicidade

Por meio da página de suporte da AEX, a reportagem do Portal do Bitcoin pediu informações sobre o travamento de saques e obteve a seguinte resposta:

“A plataforma atualmente está apenas cooperando com a investigação [da polícia], você não precisa se preocupar, se houver mais alguma situação, um anúncio será emitido para notificá-lo. Por favor, espere pacientemente, senhor. Quando os saques forem retomados haverá um anúncio da central de suporte”.

De acordo com informações no site da AEX, a corretora iniciou suas operações em 2013 e afirma ser uma das primeiras exchanges a permitir a negociação de criptomoedas e que possui mais de 1 milhão de clientes. Em um comunicado de imprensa de dezembro do ano passado, a AEX Global Strategy afirmou ter licença nos EUA e Canadá como empresa de operações financeiras, ‘MSB’ na sigla em inglês.

Procurando uma corretora segura que não congele seus saques? No Mercado Bitcoin, você tem segurança e controle sobre seus ativos. Faça como nossos 3,8 milhões de clientes e abra já sua conta!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários
Imagem da matéria: Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ryan Salame foi um dos executivos da FTX que coordenaram a doação de milhões para campanhas políticas usando dinheiro dos clientes
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns
Imagem da matéria: Hacker da Gala Games devolve Ethereum após exploração de US$ 240 milhões

Hacker da Gala Games devolve Ethereum após exploração de US$ 240 milhões

Depois que 5 bilhões de tokens GALA foram cunhados e roubados na segunda-feira, a Gala Games recuperou parte dos fundos em ETH – e ainda está descobrindo o resto