Imagem da matéria: Corretora Bitfinex oferece até R$ 2 bilhões para hackers que roubaram 120 mil bitcoins
Foto: Shutterstock

A Bitfinex, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo, está oferecendo tanto o perdão quanto uma recompensa de até R$ 2 bilhões (US$ 400 milhões) aos hackers que roubaram 120 mil bitcoins da empresa em 2016. Na época, o rombo foi de cerca de US$ 72 milhões; hoje, os ativos roubados valem aproximadamente R$ 7 bilhões (US$ 1,3 bilhão).

“Uma chance de ficarem limpos se devolverem o que roubaram”, escreveu a empresa em nota publicada nesta terça-feira (04).

Publicidade

Além disso, a Bitfinex também está oferecendo uma recompensa de 5% para quem ajudar a identificar o paradeiro dos invasores. Ou seja, a exchange está disposta a abrir mão de 30% de todos os bitcoins roubados.

De acordo com a nota, até hoje a Bitfinex vê o caso como capítulo sombrio de sua história e por isso não se aquietou. “Temos o prazer de oferecer essa recompensa como mais uma prova de nossa determinação em recuperar bens perdidos”, escreveu.

Bitfinex promete sigilo

A fim de não comprometer a identidade dos autores pelo hack, a Bitfinex vai especificar um endereço exclusivo para o envio dos fundos. O dono da carteira com os bitcoins roubados — que tem movido fundos eventualmente — deverá enviar 1 satoshi de bitcoin (0,00000001) para provar sua autoria. 

“Vamos trabalhar para garantir que isso possa ser feito com segurança, protegendo assim as identidades de todas as partes, e a Bitfinex se reserva o direito de impor condições a qualquer transferência, a fim de verificar reivindicações e garantir um processo seguro”, escreveu a empresa.

Empresa bancou prejuízo com token nativo

Após o incidente de 2016, a Bitfinex forneceu 52 milhões do seu token nativo para os usuários afetados — cada BTX representava US$ 1 de perdas.

Publicidade

Segundo a empresa, os ativos começaram a ser negociados na plataforma por menos de US$ 0,20 e foram aumentando gradualmente chegando próximo a US$ 1.

Em fevereiro do ano passado, as autoridades dos EUA recuperaram pouco mais de 27 bitcoins oriundos do incidente de 2016, resultado dos esforços das forças policiais americanas.

Segundo a empresa, eles foram convertidos em dólares americanos e pagos aos detentores de RRT (Recovery Right Token), ante à destruição total dos tokens BTX.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 62 mil em dia de quedas generalizadas; Dogwifhat desaba 12%

Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 62 mil em dia de quedas generalizadas; Dogwifhat desaba 12%

As quedas resultaram em liquidações de US$ 148 milhões no mercado de criptomoedas nas últimas 24 horas
Imagem da matéria: '101 Perguntas sobre Bitcoin': Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

‘101 Perguntas sobre Bitcoin’: Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

A obra discorre os princípios técnicos da moeda até suas implicações socioeconômicas no contexto atual, de modo a proporcionar um entendimento profundo ao público geral
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
miniaturas de pessoas minerando bitcoin em meio a pedras e folhagens

Renda de mineradores de Bitcoin cai para menor nível após o halving

A receita dos mineradores de Bitcoin caiu mais que a metade na virada de abril para maio