Imagem da matéria: Conglomerado do Japão vai lançar fundo com Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas
Foto: Shutterstock

A SBI Holdings, instituição financeira que administra o conglomerado SBI Group do Japão, pretende lançar o primeiro fundo de criptomoedas do país até o final de novembro. De acordo com o Bloomberg, o fundo prevê investimento mínimo de cerca de US$ 9 mil e o cliente deverá estar ciente dos riscos de oscilação de preço que envolvem criptoativos.

Conforme Tomoya Asakura, CEO e presidente da afiliada da SBI Morningstar Japan KK, o novo fundo pode totalizar várias centenas de milhões de dólares em bitcoin, ethereum, XRP, bitcoin cash e litecoin, permitindo aos investidores individuais diversificar ou ampliar seus portfólios.

Publicidade

“Queremos que os clientes as mantenham junto com outros ativos e experimentem em primeira mão como isso pode ser útil para diversificar suas carteiras”, disse Asakura. Ele acrescentou que se esse fundo der certo, outros virão.

Fundo de criptomoedas

A criação do fundo de criptomoedas pela SBI Holdings veio a público agora, mas já era assunto interno havia pelo menos alguns anos, diz a publicação. O motivo não foge a preocupações globais, que as regulamentações mais rígidas em resposta aos ataques cibernéticos e crimes que envolvem o novo setor.

Segundo Asakura, há uma grande percepção de que as criptomoedas são altamente voláteis e especulativas. Ele disse que seu trabalho será de construir um “histórico” para que o público e os reguladores entendam que ao adicionar criptomoedas no portfólio cria-se uma carteira mais resiliente.

“Assim que as pessoas começarem a experimentar, elas entenderão que não estamos recomendando criptomoedas como ferramenta de especulação”, concluiu o diretor ao Bloomberg.

Publicidade

SBI defendeu Ripple da SEC

Em um comunicado no fim do ano passado, a SBI Holdings defendeu a parceira Ripple Labs das acusações da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) de que token XRP é um valor mobiliário. O processo ainda está em andamento nos EUA.

Ao longo dos anos, a companhia também se envolveu com iniciativas no setor cripto, como por exemplo, a criação da exchange VCTrade e do aplicativo para transferências de valores baseado em blockchain MoneyTap em parceria com a Ripple. Ambos projetos foram realizados em 2018.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Mercado Bitcoin lança emissão de Renda Fixa Digital da Bolt Energy

Mercado Bitcoin lança emissão de Renda Fixa Digital da Bolt Energy

A parceria teve início em 2022 e atinge R$ 24 milhões captados à empresa de energia
Imagem da matéria: Pixelverse anuncia airdrop de tokens e NFTs para jogadores no Telegram

Pixelverse anuncia airdrop de tokens e NFTs para jogadores no Telegram

Os jogadores do PixelTap poderão reivindicar um NFT, e alguns receberão tokens PIXFI
Pessoa olha para scanner da Worldcoin

Worldcoin (WLD) sobe 40% após estender bloqueio de tokens por mais 2 anos

Parte dos tokens foi bloqueada para permitir que o protocolo amadurecesse, explicou a empresa
Imagem da matéria: NFTs de Donald Trump disparam e preços atingem novo recorde

NFTs de Donald Trump disparam e preços atingem novo recorde

Os tokens colecionáveis não fungíveis de Trump subiram para um recorde de US$ 502