Imagem da matéria: Companhia que produz energia com carvão passa a minerar bitcoin
Foto: Shutterstock

Uma empresa que produz energia elétrica por meio da queima de carvão nos Estados Unidos instalou contêineres ao lado do terreno para minerar outro objeto: bitcoins. Até agora já foram 20 BTCs minerados e uma média de um novo a cada 15 dias, o que já rendeu US$ 800 mil para a companhia.

Operando em um terreno à cerca de 16 quilômetros da cidade de St. Louis (estado do Missouri), a Ameren vinha encontrando problemas em ser lucrativa quando o preço da eletricidade caía. As instalações não foram feitas para funcionar apenas quando o preço está alto. Então, para se manter funcionando “full time”, a empresa passou a usar o excesso de energia elétrica que produz para minerar bitcoins. 

Publicidade

Em entrevista ao E&E News, reproduzida pelo portal Ars Tecnhica, o vice-presidente de assuntos regulatórios da empresa, Warren Wood, afirmou que a oferta de energia solar e eólica tem sido a causa da instabilidade dos preços. O executivo afirma que o processo de redirecionar a energia da queima do carvão para a mineração do bitcoin leva apenas 20 segundos.

Intervenção estatal

A Ameren tentou passar parte dos custos da mineração de bitcoin para seus clientes de energia elétrica. Mas o governo interviu. Geoff Marke, economista-chefe do Conselho Público de Missouri, escreveu em um registro oficial que “se a Ameren quer entrar no mercado das comodities especulativas, como moedas virtuais, então deve fazê-lo como um serviço não regulado ao qual os clientes pagadores de energia elétrica não devem estar expostos aos resultados econômicos”.

Além disso, Marke disse que “esse comportamento vai além do escopo regulatório da produção de energia elétrica, e, se aceito, pode criar um terreno escorregadio onde os clientes são requeridos a colocar dinheiro para algo que é virtualmente nada”

Carvão com os dias contados

A empresa diz que se o experimento der certo, pode ser replicado em um esquema de produção de energia eólica e solar por meio também de contêineres espalhados pelo terreno. A queima de carvão neste local específico esta prevista para ser encerrada em 2028.

Talvez você queira ler
Imagem da matéria: R$ 6,8 bilhões em Bitcoin foram sacados de corretoras em novembro, aponta Glassnode

R$ 6,8 bilhões em Bitcoin foram sacados de corretoras em novembro, aponta Glassnode

Em geral, quando os investidores transferem seus ativos de corretoras para suas próprias wallets, se preparam para segurar Bitcoin a longo prazo
Imagem da matéria: Investidor que colocou milhões na Blast diz que "passou dos limites"; projeto já travou meio bilhão de dólares

Investidor que colocou milhões na Blast diz que “passou dos limites”; projeto já travou meio bilhão de dólares

“Nós da Paradigm achamos que o anúncio desta semana ultrapassou limites tanto na mensagem quanto na execução”, disse executivo
agentes da PF

PF derruba pirâmide acusada de roubar R$ 1 bilhão em esquema de arbitragem de criptomoedas

Operação Ouranós está cumprindo nesta manhã 28 mandados de prisão e busca e apreensão; R$ 400 milhões em bens dos golpistas já foram bloqueados
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) mira US$ 39 mil após subir 10% no mês; Circle nega facilitar o financiamento de terrorismo 

Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) mira US$ 39 mil após subir 10% no mês; Circle nega facilitar o financiamento de terrorismo 

O Bitcoin bateu a marca de US$ 38 mil pela terceira vez em sete dias, o que representa seu melhor desempenho desde maio do ano passado