Imagem da matéria: Como o Crypto as a Service irá moldar a economia do Brasil | Opinião
(Foto: Shutterstock)

A ascensão do Crypto as a Service (CaaS) tem muita representação para o ecossistema financeiro. Essa solução inovadora não apenas simplifica, mas revoluciona a maneira como lidamos com ativos digitais.

Neste artigo, pretendo explorar como as soluções de Crypto as a Service estão prestes a moldar a economia brasileira e porque os investidores e empresários do setor têm prestado cada vez mais atenção.

Publicidade

Desvendando o conceito de Crypto as a Service

Antes de mergulharmos nos meandros do potencial impacto no cenário financeiro nacional, é crucial entender o que exatamente significa Crypto as a Service. 

Em sua essência, trata-se de uma abordagem que oferece ferramentas e serviços para simplificar a integração e a gestão de criptoativos em uma plataforma. 

Imagine um sistema que fornece tudo o que uma empresa precisa para oferecer criptomoedas aos seus clientes, sem a necessidade de desenvolver toda a infraestrutura internamente. É isso!

O funcionamento tradicional de um CaaS

Tradicionalmente, a implementação de soluções relacionadas a blockchain e as criptomoedas envolve uma jornada árdua. Desde a construção de equipes especializadas até a execução de projetos que podem levar meses, o processo é moroso e desafiador. 

Publicidade

Empresas que não são nativas do universo de ativos digitais enfrentam uma estrada ainda mais difícil, exigindo a construção de um ecossistema do zero.

É aqui que o Crypto as a Service vem se destacando, visto que proporciona um caminho mais curto e eficiente para a integração de criptoativos ao portfólio das instituições.

No entanto, vale destacar que esses serviços podem ir muito além de simples conexões via API com exchanges pré-existentes.

Atualmente, existem serviços específicos de CaaS na qual permitem aos clientes escolherem diferentes provedores de liquidez e provedores de Know Your Customer (KYC). 

Como por exemplo, o gestor de pools facilita a conexão com corretoras e pools de liquidez, enquanto o gestor de custódia oferece um controle intuitivo sobre os ativos em custódia, garantindo segurança para o processo. 

Publicidade

Essa estrutura de APIs de fácil integração e dashboards de gerenciamento já são uma tendência para empresas que pretendem ofertar criptomoedas em suas plataformas próprias.

Vantagens muito além de números para as empresas

Ao optar por uma solução de Crypto as a Service, as empresas abrem portas para uma série de vantagens estratégicas. 

A rapidez na implementação, a redução de custos, a usabilidade simplificada e a personalização da experiência do cliente são apenas o começo. 

Por que as soluções de CaaS devem impactar o ecossistema financeiro?

A implementação generalizada de soluções Crypto as a Service tem o potencial de remodelar significativamente o ecossistema financeiro brasileiro, proporcionando uma transformação abrangente. 

Essas soluções não apenas simplificam o acesso às criptomoedas, mas também democratizam o setor financeiro, permitindo que uma gama mais ampla de pessoas participem ativamente do mercado de ativos digitais. 

Publicidade

O Brasil, historicamente caracterizado por um sistema financeiro tradicional, enfrenta desafios relacionados à inclusão financeira e à complexidade das transações. Com o advento do Crypto as a Service, as barreiras à entrada são reduzidas, possibilitando a participação de pequenas empresas e indivíduos nos mercados financeiros de forma mais eficiente e acessível.

Além disso, as soluções CaaS podem contribuir para a redução da dependência de intermediários no processo financeiro. 

Ao oferecer uma estrutura tecnológica que facilita transações diretas e seguras, essas soluções diminuem a necessidade de intermediários tradicionais, como bancos, em diversas operações. 

Isso não apenas agiliza o processo, mas também reduz custos associados a taxas e comissões. 

Essa mudança para um modelo mais descentralizado e eficiente pode impulsionar ainda mais a inovação no ecossistema financeiro brasileiro, promovendo uma competição mais saudável e fomentando a criação de novos modelos de negócios adaptados à nova era digital.

Como sua empresa pode utilizar soluções de Crypto as a Service?

Destaco que a solução de Crypto as a Service para empresas é uma necessidade, visto que a natureza ágil e dinâmica das criptomoedas exige que as instituições financeiras se adaptem rapidamente. 

A oferta de criptoativos não é mais uma escolha, mas uma exigência do mercado. 

Implementar o CaaS pode parecer desafiador para muitas empresas, por isso, essa nova forma de ofertar criptoativos para os clientes de uma instituição é tão importante para o mercado.

O ecossistema financeiro não para de expandir

À medida que observamos o progresso do Crypto as a Service, fica claro que estamos diante de uma revolução financeira. 

Publicidade

Para os investidores de criptoativos e empresários do mercado financeiro brasileiro, a adoção dessas soluções não é apenas uma escolha estratégica, mas uma necessidade para permanecerem relevantes em um cenário em constante evolução.

Em última análise, a verdadeira revolução não está apenas na tecnologia, mas na capacidade de adaptar-se e abraçar as mudanças. As soluções de Crypto as a Service estão pavimentando o caminho para uma era financeira mais acessível, eficiente e, acima de tudo, inovadora.

Sobre o autor

Daniel Coquieri é CEO da empresa de tokenização de ativos Liqi Digital Assets. Empreendedor do ramo da tecnologia, foi fundador da BitcoinTrade, uma das maiores corretoras de criptomoedas do Brasil.

You May Also Like
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) recua após maior ganho mensal em 4 anos; Donos da Braiscompany são presos

Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) recua após maior ganho mensal em 4 anos; Donos da Braiscompany são presos

Alguns analistas classificam como “insustentável” a alta vertiginosa do Bitcoin rumo ao recorde de US$ 69 mil
Imagem da matéria: CME Group lança futuros de Bitcoin e Ethereum na Europa

CME Group lança futuros de Bitcoin e Ethereum na Europa

Com o aumento dos fundos denominados em dólares dos EUA, o marketplace de derivativos CME lança uma versão baseada em euros
Imagem da matéria: Caixa vai testar uso de Drex para pagamentos do Bolsa Família em abril

Caixa vai testar uso de Drex para pagamentos do Bolsa Família em abril

Nos próximos meses, a Caixa Econômica vai começar a testar o uso do real digital como forma de pagamento do Bolsa Família
Alan Deivid de Barros, 'Allan Barros', passeia em barco

Homem expulso de padaria por uso de notebook é preso acusado de fraude com criptomoedas

Alan Barros, que viralizou em um vídeo na internet, é investigado por um suposto golpe cripto que fez 22 mil vítimas no Brasil e no exterior