Imagem da matéria: Como mineradores de Bitcoin estão ganhando milhões no Texas sem fazer nada
Foto: Shutterstock

crise de calor no Texas fez com que a rede elétrica entrasse em sobrecarga recentemente, o que exigiu a aplicação de procedimentos de emergência – afetando em primeiro lugar as mineradoras de Bitcoin.

Devido ao calor excessivo que o estado americano sofreu recentemente, várias empresas foram pressionadas a recusar suas operações de mineração, embora temporariamente. A Riot, por exemplo, foi manchete nesta semana por ter “sido paga” para encerrar as atividades momentaneamente, juntamente com a Marathon Digital, que relatou uma queda de 9% nas produções de Bitcoin.

Publicidade

O Conselho de Fiabilidade Elétrica do Texas (ERCOT) foi forçado a implementar procedimentos de emergência durante agosto para garantir que os clientes nunca ficassem sem energia, uma vez que uma onda de calor atingiu o estado. A ERCOT fornece energia a cerca de 25 milhões de texanos, ou seja, 90% da carga da rede do estado.

Os procedimentos de emergência referem-se a consumidores de energia específicos, como mineradoras de Bitcoin, reduzindo suas necessidades de energia (efetivamente, desligando máquinas).

A mineração de Bitcoin muitas vezes pode ser uma atividade um tanto controversa. Computadores especializados conhecidos como ASICs se conectam a uma infinidade de fontes de energia e começam uma competição para encontrar um número aleatório. Em média, a cada dez minutos, um computador encontra o número e pode adicionar o mais novo bloco de transações à blockchain do Bitcoin. Atualmente, um minerador de Bitcoin recebe 6,25 BTC para cada bloco que adiciona à cadeia.

“Para esclarecer, não estamos sendo pagos para desligar”, disse Jason Les, CEO da empresa de mineração Bitcoin, Riot Platforms.

Ele se refere aos US$ 31 milhões em créditos de energia que sua empresa recebeu da ERCOT, Les disse ao Decrypt: “A maior parte dos créditos que obtivemos provém essencialmente do poder comercial.” O CEO acrescentou que eles têm contratos de energia e “optando por não minerar” ganham dinheiro com o spread entre o preço do contrato e o preço de mercado.

Publicidade

Outra empresa, a Iris Energy, faz o mesmo.

Les também apontou para uma estratégia única implementada pelo ERCOT para gerir a incerteza e a variabilidade na rede – serviços auxiliares.

Os serviços auxiliares são adquiridos pela ERCOT no mercado do dia seguinte para equilibrar a oferta e a procura de eletricidade previstas no dia seguinte na rede e mitigar problemas operacionais em tempo real.

“Participamos de programas de serviços auxiliares”, disse Les, explicando que eles não só se qualificam para o programa, como também permite a venda à ERCOT do “direito de controlar a nossa carga como quiserem.”

Anthony Power, analista de mineração da Compass Mining, considera o que a Riot e outros estão fazendo como “a melhor estratégia.”

Publicidade

Como ele explicou ao Decrypt, a Riot pode fazer isso porque eles usam contratos de compra de energia, essencialmente permitindo que eles minerem a um preço específico.

Isso também tem um incentivo financeiro para as mineradoras. Eles podem “minerar BTC ou reduzir a energia quando os preços estão altos para vendê-la de volta à rede”. Isso oferece um retorno melhor do que a mineração, além de responder às necessidades da rede de energia.

Para Les,”a ERCOT é um mercado desregulamentado onde a energia é negociada”. Isto significa que “os preços elevados são um sinal de mercado de que a rede necessita de energia”. Ele concluiu que “como qualquer mercado, isso representa a demanda próxima à oferta.”

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Epik Duck: Conheça o projeto que foi de piada a memecoin de US$ 25 milhões

Epik Duck: Conheça o projeto que foi de piada a memecoin de US$ 25 milhões

Memecoins como a EPIK estão se tornando cada vez mais populares no universo das criptomoedas. Isso é bom ou ruim?
Joe Biden posa para foto

Biden expulsa mineradora cripto chinesa de área próxima a base militar: “Risco de espionagem”

O governo afirma que a MineOne possui equipamentos especializados de origem estrangeira potencialmente capazes de facilitar atividades de vigilância e espionagem
Imagem da matéria: Memecoin que usa nome de Trump rouba R$ 410 mil de investidores

Memecoin que usa nome de Trump rouba R$ 410 mil de investidores

Endereço despejou uma enorme quantidade do token TrumpAI, recebeu R$ 410 mil em WETH e derrubou o preço em 100%
criptomoedas caindo no fogo

Volume de negociação em corretoras de criptomoedas cai pela 1ª vez em 7 meses

Análise aponta que guerra no Oriente Médio e freio no fluxo dos ETF cripto dos Estados Unidos foram os motores para a queda