Imagem da matéria: Colapso da FTX era "inevitável", revela Glassnode
Shutterstock

A corretora FTX, que provocou uma gigantesca crise no mercado de criptomoedas nas últimas semanas, provavelmente já estava condenada há meses – desde o derretimento do projeto Terra, de acordo com análise de dados on-chain da Glassnode. 

Em seu último relatório, publicado na segunda-feira (21), a empresa análise blockchain observa que as reservas de ativos digitais da FTX caíram maciçamente após o infame crash das criptomoedas LUNA e UST em maio deste ano.

Publicidade

O ecossistema Terra era muito popular e tinha um valor de mercado de mais de US$ 30 bilhões até o seu colapso. A stablecoin do projeto—que funcionava com código algorítmico—entrou em colapso e bilhões de dólares dos investidores viraram fumaça. 

A Glassnode disse que observou “um crescente conjunto de dados on-chain para sugerir que rachaduras na FTX se formaram já em maio e junho”—apontando para as reservas de bitcoin da exchange, que despencaram nesse período. 

“Isso traduz os últimos meses como precursores de um colapso inevitável da FTX”, segundo a Glassnode.  

E tem mais: “à medida que as alegações de apropriação indébita de depósitos de clientes da Alameda vêm à tona, isso indica que a entidade Alameda-FTX pode ter, de fato, sofrido uma grave depreciação no balanço patrimonial em maio e junho, após o colapso da LUNA, 3AC e outros credores.”

A FTX estava supostamente usando dinheiro dos clientes para fazer apostas de investimento arriscadas por meio da Alameda Research, uma empresa de trade fundada pelo CEO da FTX, Sam Bankman-Fried. E o fracasso da FTX prejudicou ainda mais o mercado: o Bitcoin atingiu nesta semana seu nível mais baixo em dois anos.

Publicidade

A empresa admitiu mais tarde que não detinha reservas individuais de ativos de clientes, o que culminou no congelamento de retiradas e subsequente pedido de recuperação judicial.

A Glassnode observou que “rastrear as reservas de câmbio para a FTX” é difícil porque a empresa usou “um sistema complexo para suas reservas BTC.” 

A Glassnode acrescentou que houve “um impulso para a autocustódia” após as consequências da FTX que, no final, pode ajudar o mercado a “se curar, se recuperar e retornar mais forte.”

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Quer investir em ativos digitais, mas não sabe por onde começar? O Mercado Bitcoin oferece a melhor e mais segura experiência de negociação para quem está dando os primeiros passos na economia digital. Conheça o MB!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Por que a rede Ethereum de segunda camada Taiko está gastando US$ 100 mil por dia em Blobs

Por que a rede Ethereum de segunda camada Taiko está gastando US$ 100 mil por dia em Blobs

Taiko, uma rede de escalonamento de segunda camada da Ethereum, está gastando enormes quantias de dinheiro em blobs – mas isso é intencional
Imagem da matéria: Nova York processa minerador de criptomoedas e exchange cripto por fraude de US$ 1 bilhão

Nova York processa minerador de criptomoedas e exchange cripto por fraude de US$ 1 bilhão

Autoridades acusam a exchange cripto NovaTech e a empresa de mineração AWS Mining de “envolvimento em esquemas de pirâmide ilegais”
Imagem da matéria: Tether passa a deter 25% da mineradora de Bitcoin Bitdeer

Tether passa a deter 25% da mineradora de Bitcoin Bitdeer

Tether, a empresa por trás do USDT, agora possui 25% das ações da mineradora de Bitcoin Bitdeer, de acordo com um novo documento da SEC na quinta-feira
Letras que formam a sigla ETF próximas a uma moeda dourada de Bitcoin (BTC)

ETFs de Bitcoin quebram sequência de 19 dias de entradas e têm saídas de US$ 65 milhões

Em uma sequência recorde que durou um mês, ETFs de Bitcoin tiveram a entrada de cerca de US$ 4 bilhões, período em que o BTC se aproximou de sua máxima histórica