Lupa mostra nome da Coinbase em um monitor de computador
(Foto: Shutterstock)

A Coinbase, maior corretora de criptomoedas dos EUA, anunciou na quinta-feira (31) que sua esperada listagem direta na bolsa acontecerá em 14 de abril. A empresa divulgará seus resultados financeiros do primeiro trimestre alguns dias antes, em 6 de abril, de acordo com uma fonte próxima à empresa.

O plano é incomum e significativo porque os resultados chegarão poucos dias antes de a empresa oferecer suas ações ao público e, portanto, adicionará uma nova orientação para os investidores que procuram determinar quanto devem valer as ações da Coinbase.

Publicidade

O anúncio veio semanas depois que a Coinbase publicou seus resultados financeiros de 2020 como parte de um processo regulatório obrigatório S-1 antes de ir a público. Esses resultados mostraram que a empresa obteve um lucro de US$ 322 milhões em 2020 com receitas de mais de US$ 1,2 bilhão – um grande salto em relação a 2019, quando a Coinbase teve prejuízo de US$ 30 milhões com receitas de US$ 522 milhões.

O anúncio dos lucros iminentes marcará a primeira vez que a Coinbase divulgou publicamente os resultados de um determinado trimestre. Dada a enorme alta que está ocorrendo desde dezembro, é provável que o primeiro trimestre da empresa seja o melhor trimestre de sua história, que obtém a maior parte de sua receita de comissões de negociação.

Os lucros do primeiro trimestre também devem levar analistas e possíveis investidores a reavaliar o valor das ações da empresa. No final de fevereiro, algumas transações de ações privadas avaliaram a Coinbase em US$ 104 bilhões, um valor que alguns analistas afirmaram ser alto demais. Mais recentemente, a Coinbase divulgou que o preço médio de suas ações vendidas em transações privadas entre 1º de janeiro e 15 de março foi de US$ 343,58 – um valor que se traduz em um valuation geral de US$ 68 milhões.

Se a Coinbase revelar bons resultados no primeiro trimestre, essa avaliação provavelmente aumentará e resultará na cotação das ações da empresa acima de US$ 343.

Publicidade

A chegada da Coinbase à bolsa será um marco importante para o mercado como um todo e também fornecerá uma visão de como Wall Street reage a uma indústria que tem ciclos e volatilidade únicos.

Não está claro, por exemplo, como os mercados podem reagir à chegada de outro chamado “inverno cripto” como o de fevereiro de 2018, quando o preço do Bitcoin caiu 65% e outras criptomoedas despencaram junto com ele.

A decisão da Coinbase de abrir o capital também coincide com um período extraordinariamente frívolo nos mercados mais amplos.

Nos últimos seis meses, inúmeras empresas viram suas ações subirem mais de 100% no primeiro dia de negociação, enquanto também houve uma corrida para investir em SPACs (empresas de aquisição de propósito específico), que são fundos públicos de “cheque em branco” cujo único objetivo é adquirir outra empresa. Tudo isso fez com que o mercado de ações em geral batesse recordes – embora as ofertas públicas na semana passada sugeriram que o ímpeto recente está perdendo força.

No caso da Coinbase, a empresa não está buscando uma oferta pública inicial (IPO) convencional, que envolve trabalhar com os bancos de Wall Street para alinhar investidores que têm a primeira chance de comprar novas ações, normalmente com um desconto significativo. Em vez disso, ao usar uma listagem direta, a Coinbase não emitirá novas ações, mas fornecerá um veículo para os funcionários e os primeiros investidores venderem suas ações a um preço determinado pelo mercado.

Publicidade

A decisão da Coinbase de anunciar os resultados dos lucros antes de sua listagem pública também é altamente incomum, em parte porque as empresas à beira de abrir o capital estão sujeitas a um “período de silêncio” imposto pela SEC que restringe estritamente o escopo de suas comunicações públicas.

Nesse caso, a divulgação de resultados parece se qualificar para uma isenção de período de silêncio que permite às empresas divulgar informações não prospectivas que surgem no curso normal dos negócios.

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co
VOCÊ PODE GOSTAR
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Deputados pressionam Biden para trazer de volta aos EUA executivo da Binance detido na Nigéria

Em carta ao executivo, os deputados alegam que Tigran Gambaryan está na condição de refém do governo da Nigéria e corre risco de morrer de malária
Donald Trump posa para foto em evento político nos EUA

Trump se apresenta como ‘criptopresidente’ em evento de arrecadação de fundos

O candidato presidencial republicano dobrou sua postura pró-cripto durante evento em São Francisco, EUA
Changpeng "CZ" Zhao, CEO da Binance

Fundador da Binance, Changpeng Zhao começa a cumprir pena nos EUA

Changpeng “CZ” Zhao foi condenado a 4 meses de prisão por não implementar medidas de prevenção à lavagem de dinheiro na corretora
Edificio do BCE

Manhã Cripto: Bitcoin segue alta e busca máxima histórica com corte de juros na Europa

Banco Central Europeu (BCE) reduziu 25 pontos percentuais de cada uma das suas três principais taxas de juros