Imagem da matéria: Cofundador da Apple elogia a pureza matemática do Bitcoin
Nome de Stephen Wozniak foi associado a golpes com criptomoedas (Foto: Shutterstock)

Steve Wozniak, cofundador da Apple, enalteceu os mecanismos do bitcoin (BTC) em uma entrevista ao Business Insider publicada no último sábado (5), descrevendo a criptomoeda como “a única que é pura e velha matemática”.

Há tempos, Wozniak é um defensor do Bitcoin. Em entrevista ao jornal mexicano ​​El Sol de Mexico em 2021, ele descreveu a criptomoeda preferida do mundo como um “milagre matemático”.

Publicidade

Já ao Yahoo Finance, ele aclamou a “pureza matemática” do bitcoin e o fato de que “não pode ser modificado facilmente por humanos em controle dele”, diferente do dólar americano.

Mas Wozniak não tinha elogios para tokens não fungíveis (ou NFTs, na sigla em inglês) e o amplo setor cripto, descrevendo-os como “muito incertos” e destacando um histórico de “enganações” em um mercado supersaturado.

“Existem tantas criptomoedas que surgem agora. Todo mundo tem uma maneira de criar uma e você tem uma celebridade [para promovê-la]”, disse ele.

“Parece que apenas estão coletando um monte de dinheiro de pessoas que querem investir bem na etapa inicial quando [essas moedas] valem centavos e, em seguida, apenas desistem.”

Publicidade

Os projetos cripto e Wozniak

Em fevereiro, Unicorn Hunters, o seriado de TV de Wozniak, lançou sua própria criptomoeda “pagadora de dividendos”: Unicoin.

Wozniak atua como um palestrante no seriado, que estreou no Amazon Prime em maio de 2021. De forma semelhante a “O Aprendiz” e “Dragon’s Den”, recebe empreendedores corajosos que apresentam ideias de negócio para investidores experientes.

Wozniak afirma que Unicoin pode atuar como uma porta de acesso ao mundo dos investimentos em startups. “Um token é estranho por natureza. Pode até valer zero”, disse.

“Espero que Unicoin tenha muito sucesso mas, pelo menos, não é baseada em zero, e sim apenas em palavras e conversas. É realmente baseada no resultado dos investimentos.”

Unicoin não é o único empreendimento no setor de criptomoedas. Em dezembro de 2020, Wozniak lançou Efforce (cujo código de negociação é WOZX), uma criptomoeda que prometia ser “a primeira plataforma de economia de energia baseada em blockchain”, segundo seu site.

Publicidade

A premissa da Efforce é simples: cada holder do token WOZX está investindo na poupança de energia tokenizada. Empresas informam suas poupanças de energia e essas poupanças são registradas na blockchain e redistribuída a holders de tokens e empresas participantes.

Dias após o lançamento da Efforce, o token atingiu um recorde de US$ 3,66. Porém, desde então, o desempenho de preço do token WOZX é desanimador, chegando a US$ 0,15 em fevereiro – registrando uma queda de mais de 95% desde seu recorde.

Ainda veremos se Unicoin sofrerá um destino parecido.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Donald Trump é fotografado em comício nos EUA

Trump quase baniu o Bitcoin em 2020, mas uma pessoa o impediu

“Trump não acredita em nada além de si mesmo”, disse o executivo da Block Inc., Mike Brock
Fachada de um prédio da BlackRock na Califórnia, EUA

Investidores seguem confiantes no Bitcoin e ETF da BlackRock tem maior captação desde março

Desde março o ETF de Bitcoin à vista da BlackRock não captava mais de R$ 2,9 bilhões em um único dia
Jamie DImon, CEO do JP Morgan

Crítico do Bitcoin, CEO do JP Morgan é cotado por Trump para assumir Tesouro dos EUA

Dimon poderia ser o Secretário do Tesouro ideal, de acordo com o candidato presidencial republicano Donald Trump
Imagem da matéria: 5 fatores que podem levar o Bitcoin a US$ 100 mil até o fim de 2024

5 fatores que podem levar o Bitcoin a US$ 100 mil até o fim de 2024

Apesar da recente queda do mercado de criptomoedas, vários catalisadores oferecem uma oportunidade para os investidores de longo prazo que buscam um alívio