Imagem da matéria: Coca-Cola vai fechar escritório na Argentina e mudar administração para o Brasil
Foto: Shuttestock

A Coca-Cola vai fechar os escritórios administrativos na Argentina e transferir as operações para o Rio de Janeiro, no Brasil, em meio a um plano de reestruturação da multinacional. As informações são do jornal La Nación.

Conforme a reportagem, trata-se de um movimento que vai afetar toda a América Latina. A gestão do Peru, Bolívia, Uruguai e Chile também serão transferidas para o Rio de Janeiro. A produção e comercialização dos produtos da marca continuarão a ser fornecidos normalmente.

Publicidade

A Coca-Cola avança, diz o jornal argentino, com um agressivo programa de demissões voluntárias que coloca em xeque os postos de trabalho em âmbito regional no país.

Ao La Nación, a multinacional afirmou que está passando por uma reorganização global. Isso significa que na América Latina, a reorganização contempla a criação de três novas zonas geográficas que, substituindo a estrutura atual, trabalharão em estreita colaboração com as equipes de liderança global

No novo modelo, segundo a reportagem, o Brasil assume o lugar da Argentina como liderança regional.

Procurada pelo Portal do Bitcoin, a Coca Cola Brasil confirmou que há uma reestruturação global em andamento, mas que que não há detalhes específicos sobre as mudanças na Argentina.

Em uma sequência de tweets, o perfil da divisão argentina da empresa afirmou que “desmentia categoricamente a mudança das operações” e reafirmou o compromisso com o país. Contudo, a Coca Cola não comentou sobre as mudanças administrativas.

Publicidade

Segundo o jornal, com as mudanças, a executiva número 1 da argentina, a espanhola Luisa Ortega, irá cuidar das operações da marca na América Central. A operação argentina passará para um estrutura organizacional que será comandada pelo CEO no Brasil.

Em maio, a empresa havia anunciado o corte de 4 mil postos de trabalho pelo mundo inteiro como consequência da crise provocada pelo coronavírus.

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
Celular com logo do Pix sob bandeira do Brasil

Pix: Um catalisador para o futuro das finanças descentralizadas no Brasil? | Opinião

Para o autor, o Pix, combinado com os princípios das finanças descentralizadas e conceitos de dinheiro programável, poderia abrir caminho para uma nova era de inovação financeira
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve