Imagem da matéria: Extensão para Chrome permite compras com Bitcoin na Amazon usando Lightning Network
(Foto: Shutterstock)

A startup americana Moon desenvolveu uma extensão para o navegador Google Chrome que vai permitir compras online com bitcoin e outras criptomoedas no site da Amazon usando a rede Lightning Network (LN).

A empresa confirma a extensão e sua nova funcionalidade no seu site. No entanto, afirmou que o programa ainda está sendo analisado pela Chrome Web Store, a loja online do Google de aplicativos da web para o Google Chrome ou Google Apps.

Publicidade

A empresa disse que o lançamento da extensão está previsto para a quarta-feira (24). Declarou, também, que após essa fase com a Amazon, a extensão vai permitir compras em várias outras grandes plataformas, como eBay, Ali Express e Target.

Segundo a Coindesk, a Moon já permitiu a vários usuários de uma versão beta do sistema para compras no comércio eletrônico fazendo as trocas via Coinbase. Sua extensão oferece um método de pagamento alternativo ao fazer compras online com Bitcoin, Litecoin, Ether ou Bitcoin Cash.

Comprando na Amazon

Após instalar a extensão, ao usuário será solicitada a criação de uma conta. Segundo o CEO da Moon, Ken Kruger, ao realizar uma compra, a extensão vai exibir um código QR para pagamento via Lightning Network.

Caso o usuário não puder usá-lo por algum motivo, o pagamento pode ser realizado por qualquer carteira LN pelo o tradicional copia/cola.

Publicidade
(Exemplo de conversão criptomoedas/fiat. Imagem: Reprodução/paywithmoon.com)

Ao ser questionado qual instituição financeira fará a conversão criptomoedas/fiat, Kruger não respondeu. Mas disse que até 2020 o recurso ativado por LN deve funcionar em praticamente qualquer site de comércio eletrônico, independentemente se a plataforma aceitar ou não criptomoedas diretamente.

Ele acrescentou que o sistema é simples e que não há integração direta com os vendedores, citando as redes de cartão de crédito.

“Estamos nos integrando às redes Visa e Mastercard e recebemos uma pequena parte das taxas de intercâmbio que os comerciantes pagam toda vez que recebem uma transação com cartão de crédito”, disse.

Murat Aktihanoglu diretor administrativo da Entrepreneurs Roundtable Accelerator, disse que vê a Moon como uma das empresas de criptomoedas líder no futuro com um grande potencial de lucro nos próximos cinco anos.

Publicidade

“Investimos na Moon como uma empresa de portfólio de longo prazo”.

Startup busca investimentos

Kruger disse que está planejando uma primeira rodada de investimentos ainda em 2019 e que também vai ficar atento ao feedback dos usuários para estar sempre inovando.

“Vamos nos engajar com outras pessoas da comunidade LN para ver o que elas estão fazendo, no que estão trabalhando e se há pontos significativos”.

Sobre a adoção e usabilidade, Kruger acredita que eles estão tendo a oportunidade de resolver alguns desses problemas. Desta forma, virão mais pessoas para a rede e aumentará a adoção ao mercado.

Sobre a Moon

A Moon foi criada no ano passado nos Estados Unidos, com investimento inicial de US$ 100 mil (cerca de R$ 390 mil), feito pela aceleradora Entrepreneurs Roundtable Accelerator. Na ocasião, a equipe da startup era de apenas três pessoas, diz a reportagem.

Tipin saiu na frente

Com um sistema parecido, em meados de fevereiro deste ano, a Tippin criou uma extensão — para Chrome e Firefox — que permite enviar e receber gorjetas em bitcoin no Twitter através da LN.

Publicidade

Com a extensão ativada, um pequeno símbolo de raio aparece dentro de cada tuíte ao lado dos botões mais conhecidos, ‘curtir’ e ‘retuitar’.

A empresa quer ampliar o uso da extensão a outras plataformas de mídias sociais, como Medium e Youtube, por exemplo.

“É claro que a própria Lightning Network ainda está em fase beta, então temos tempo para fazer isso acontecer até que esteja totalmente pronto”, disse, na ocasião, Sérgio Abril, engenheiro da Tippin.

Resumindo a Lightning Network

A LN funciona de forma bem intuitiva. Ela é como uma segunda camada ao blockchain. Ao invés de registrar todas transações na blockchain, as transações podem ser realizadas off-chain (fora da cadeia).

A blockchain servirá para sincronizar os saldos das pessoas de tempos em tempos, ao invés de processar microtransações. Transações grandes também serão processadas na blockchain.

Com isso, a tendência é que as transações fiquem mais rápidas e mais baratas, conforme a adoção for aumentando.


3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Donald Trump ex-presidente dos EUA

Donald Trump recebe compradores de seus NFTs em jantar de luxo

O ex-presidente resolveu aproveitar o dia de folga do Tribunal de Nova York para receber os apoiadores no resort de luxo Mar-a-Lago
miniaturas de pessoas minerando bitcoin em meio a pedras e folhagens

Renda de mineradores de Bitcoin cai para menor nível após o halving

A receita dos mineradores de Bitcoin caiu mais que a metade na virada de abril para maio
Nathalia Arcuri falando em evento

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria de conteúdo via blockchain

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria via blockchain e promovem educação financeira de criptoeconomia gratuita
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas