Moedas de Chainlink
Shutterstock

Publicado hoje, o novo white paper da Chainlink revela os planos da startup para um “grande salto à frente” na evolução dos contratos inteligentes híbridos que o cofundador e CEO Sergey Nazarov está convencido de que definirá a indústria de blockchain.

“Contratos inteligentes híbridos são sobre a combinação de recursos de aplicações de contratos inteligentes de blockchain e provas, dados e cálculos do mundo fora da cadeia”, disse Nazarov ao Decrypt na semana passada, antes da publicação do artigo. “Este é um grande salto em frente porque redefine o que as pessoas podem construir.”

Publicidade

Essas aplicações, disse Nazarov, incluem NFTs, stablecoins e a crescente indústria de finanças descentralizadas (DeFi), que ele acredita que pode crescer para US$ 500 bilhões em valor total bloqueado este ano.

Nos últimos três anos, o token LINK da Chainlink chegou entre as cinco principais criptomoedas por capitalização de mercado, enquanto sua tecnologia foi integrada em mais de 300 projetos para conectar blockchains a dados do mundo real. Mas, enquanto o novo white paper traça esse progresso, seu foco está em mais de 100 páginas de pesquisas de ponta que exploram como a startup desenvolverá sua visão e sua tecnologia em um futuro próximo.

Chainlink 2.0

Antes de as pessoas começarem a experimentar produtos financeiros e NFTs, os blockchains eram basicamente plataformas de tokens, disse Nazarov. “O que estamos vendo é o início de uma redefinição do que é a indústria do blockchain, deixando de ser apenas sobre Bitcoin, e apenas sobre tokens, para ser sobre muitas outras coisas”.

Nazarov acredita que as redes oracle e os contratos inteligentes híbridos são o caminho a seguir. Nos últimos dois anos, a Chainlink emergiu como o provedor de oráculo descentralizado dominante para o espaço DeFi da Ethereum, onde conecta blockchains a recursos externos, como dados de preços.

Publicidade

O novo white paper, intitulado Chainlink 2.0: Próximas etapas na evolução de redes Oracle descentralizadas, baseia-se na fundação que a startup estabeleceu para revelar uma nova arquitetura “MetaLayer” para contratos inteligentes híbridos; “O lugar onde toda a coordenação acontece,” disse Nazarov.

Ele disse que essa coordenação se aplicaria a todas as atividades entre os sistemas blockchains e fora da blockchain. “O que vai definir os novos casos de uso é sua capacidade de coordenar resultados valiosos em blockchains e em qualquer outro lugar. E essa coordenação é o que realmente tratam os contratos híbridos inteligentes. ”

Os serviços que a Chainlink oferece atualmente incluem feeds de preços, que são usados ​​por projetos para garantir bilhões em valor; APIs para conectar blockchains a recursos fora da cadeia (como dados meteorológicos para seguros) e também contratos inteligentes para realizar auditorias verificando a prova de reservas – para stablecoins, por exemplo.

Na verdade, os contratos inteligentes híbridos já são usados ​​por uma série de projetos DeFi, incluindo o provedor de stablecoin Paxos, que usa o Chainlink para dados de preços e prova de reservas, disse Nazarov.

Publicidade

“DeFi é uma coleção de contratos inteligentes híbridos interoperando uns com os outros e, em seguida, usando oráculos para permitir que operem adequadamente”, explicou ele. Chainlink 2.0 irá impulsionar os serviços disponíveis para projetos e permitir que as pessoas construam contratos inteligentes mais avançados que permitirão que o DeFi cresça.

“Aprendemos uma quantidade inacreditável sobre o que é necessário para construir um bom contrato híbrido inteligente [e] o que é necessário para construir um bom e altamente confiável conjunto de oráculos em uma rede de oráculos”, acrescentou.

Por dentro do MetaLayer

Os contratos inteligentes híbridos levarão a redes Oracle descentralizadas avançadas – que o white paper chama de “DONs” – que servem como uma camada de computação fora da cadeia, ancorada em blockchains para segurança. “Estamos evoluindo de redes oracle mais simples para redes Oracle mais avançadas chamadas DONs, e então uma grande coleção de DONs formará um MetaLayer”, explicou Nazarov.

O MetaLayer – e até mesmo sua definição – ainda é um trabalho em andamento. Mas, essencialmente, é onde os contratos inteligentes híbridos se conectam a uma rede de pagamento, uma rede de anúncios ou qualquer outro sistema externo e coordenam essas interações.

O MetaLayer permite mais recursos fora da cadeia; atualizações de frequência mais alta para feeds de preços e melhor relação custo-benefício e segurança para NFTs e novos aplicativos, como serviços de identidade descentralizados.

Publicidade

“Haverá um conjunto de ferramentas de identidade Chainlink, onde os usuários podem obter dados de identidade em seus contratos inteligentes, o que lhes permitirá construir contratos inteligentes que cumpram as regulamentações e que sejam utilizáveis ​​por empresas”, disse Nazarov.

Isso dará origem a um novo conjunto de serviços descentralizados para um conjunto muito mais amplo de usuários e casos de uso impossíveis ou práticos hoje em dia.

Este aumento de serviços e usuários resultará em um conjunto crescente de taxas, o que, por sua vez, aumentará a segurança das redes, disse Nazarov: “Precisamos de um sistema eficiente que seja capaz de fornecer segurança, mas o faça em uma forma escalonável e eficiente. ”

O white paper apresenta uma ideia de como uma melhor segurança criptoeconômica pode ser alcançada – um conceito denominado “staking superlinear”. Isso aumenta a segurança porque, para montar com sucesso um ataque à rede, um malfeitor precisaria de um orçamento muito maior do que os depósitos de segurança combinados de todos os nodes do oráculo.

“Melhor staking é ser capaz de escalar com eficiência essa segurança para atender às necessidades de segurança do contrato híbrido inteligente, já que esse contrato híbrido inteligente tem mais fluxo de valor para ele”, disse Nazarov. “Se você não conseguir uma stake superlinear, terá custos muito altos para fornecer segurança criptoeconômica.

Ele explicou como o que tem sido provisoriamente chamado de “prêmio de alerta” funciona: o valor para qualquer node em uma rede oracle para provar que alguém está se comportando mal tornou-se muito grande, disse ele. Portanto, todos os nodes têm um grande incentivo para detectar uma falha. “Isso torna o staking escalável o suficiente para suportar trilhões de dólares em valor, que é para onde o sistema está indo.”

Publicidade

Milhares de redes oracle

O white paper é uma visão de longo prazo e de vários anos das mudanças que já estão sendo implementadas de forma incremental. Mas também fala sobre a necessidade da Chainlink de superar os concorrentes que estão começando a deixar uma marca, como o Band Protocol, um serviço oracle que visa instituições e é usado pelo blockchain do Cosmos.

Atualmente, entretanto, o LINK tem 40 vezes a capitalização de mercado da BAND, e as possibilidades de contratos inteligentes híbridos alimentados por várias redes oracle são empolgantes.

A Chainlink já lançou as bases para seu crescimento. Lançada no mês passado, uma atualização que implementa On Chain Reporting (OCR) está trazendo 10 vezes mais dados on-chain para impulsionar os produtos e serviços DeFi. Isso significa que, agora, a agregação de dados ocorre inteiramente fora da cadeia. Nazarov disse que isso criou uma redução de 90% nos custos porque os operadores de nó não precisam mais pagar por várias transações para trazer os dados na cadeia para agregação.

Os oráculos da Chainlink agora também são usados ​​para aplicações emergentes em seguros, jogos, NFTs e muito mais. Na verdade, o uso da função de aleatoriedade verificável do Chainlink “disparou” durante o boom nos tokens criptográficos colecionáveis, disse Nazarov; projetos como Aavegotchi usam o serviço para cunhar NFTs com atributos comprovadamente raros e PoolTogether o emprega para selecionar vencedores de maneira justa em sua loteria sem perdas.

“As redes oracle descentralizadas são incrivelmente configuráveis”, disse Nazarov. “E é por isso – literalmente agora – que estamos no nível de centenas de redes de oráculos e vamos para milhares.”

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Como a Binance entrou em pé de guerra com o governo da Nigéria

Como a Binance entrou em pé de guerra com o governo da Nigéria

Nigéria acusa a Binance de facilitar corrupção e outros crimes e já até prendeu executivos da exchange no país
Imagem da matéria: "Ethereum e Cardano são ambulâncias, Solana é um carro de Fórmula 1", diz diretor do Superteam Solana Brasil

“Ethereum e Cardano são ambulâncias, Solana é um carro de Fórmula 1”, diz diretor do Superteam Solana Brasil

Em entrevista ao Portal do Bitcoin, Estevão Rizzo, diretor da Superteam Solana no Brasil, afirma que foco da Solana é “business”
Fachada de um prédio da BlackRock na Califórnia, EUA

Hedera (HBAR) salta 113% em meio à confusão sobre fundos tokenizados da BlackRock

A BlackRock, no entanto, disse que não está diretamente envolvida no esforço de tokenização da Archax
Tela de celular do Telegram

Tether (USDT) chega à rede TON e wallet do Telegram

Parceria entre Tether e Telegram visa expandir a atratividade da TON para um público mais amplo de usuários que não entendem de criptomoedas