Imagem da matéria: Brasileiros lançam livro sobre Bitcoin: "É um bote salva-vidas contra abusos de governos"
Foto: Shutterstock

Dois brasileiros escreveram em parceira e lançaram no início de outubro o livro “Bitcoin Red Pill: O Renascimento Moral, Material e Tecnológico”. Conforme os autores Renato Amoedo e Alan Schramm, trata-se uma introdução aos conceitos do Bitcoin e de como ele pode ser usado contra os abusos dos governos.

O livro aborda vários debates e fenômenos acerca do cenário econômico pós-Bitcoin — dos golpes de pirâmide ao enfrentamento do totalitarismo.

Publicidade

Em síntese, o Bitcoin Red Pill pode ser considerado um passo a passo para adoção da criptomoeda e também um guia de como se proteger de golpistas e da tributação autoritária de governos.

“É um resumo do que suamos anos para aprender”, disse Amoedo ao Portal do Bitcoin.

“O Bitcoin cuidou de nós e agora é a hora de fazer nosso trabalho de formiguinha devolvendo”, acrescentou.

‘Bote salva-vidas’

Conforme resumiu Amoedo, o livro passa mais tempo discutindo quais os inimigos a enfrentar do que as armas para usar.

De acordo com a síntese do livro, o objetivo é apresentar ao leitor alternativas para enfrentar cenários (sociais e econômicos) complexos e pouco animadores.

“Assim como a religião foi separada do Estado, o Bitcoin pode separar o governo do controle do dinheiro”, diz uma das premissas.

Publicidade

Segundo os autores, o Bitcoin é o primeiro meio não violento que promove a manutenção da propriedade privada. Ao mesmo tempo, retira o indivíduo das mãos do governo — do monitoramento e da tributação involuntária.

O ´Bitcoin Red Pill’ é, na visão do especialista, um convite um futuro: “Se ama sua liberdade ou sua família, tenha bote salva-vidas”.

Capa do ebook ‘Bitcoin Red Pill: O Renascimento Moral, Material e Tecnológico’. Reprodução/Loja kindle

Bitcoin não é dólar nem ouro

No livro, o Bitcoin recebe um conceito diferente de toda as moedas existentes. Segundo os autores, as moedas fiduciárias existentes viraram pó ao longo do tempo. O destaque ficou para o dólar americano e o ouro, que é considerado uma reserva de valor.

“Uma onça de ouro era 20 dólares em 1932, em 2020 passou de 2000. 99% de perda em menos de 90 anos. Um grama de ouro era menos de 12 reais em 1994 e hoje vale mais de 340”, argumentou.

Publicidade

Para os autores, o declínio de um civilização começa quando sua moeda começa a ruir.

O ‘Bitcoin Red Pill’, ou ‘Bitcoin, a pílula vermelha’, em português — uma alusão à franquia de ficção científica ‘Matrix’ — está à venda na Loja Kindle da Amazon no formato digital. Em novembro, segundo Amoedo, o livro também será lançado no formato impresso.

Para comprar o livro, clique aqui.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de moeda gigante de Bitcoin observada por investidores e prestes a ser cortada ao meio

Alta do Bitcoin pode ser retomada após o halving e alvo é US$ 150 mil, diz Bernstein

Analistas reiteraram a previsão de US$ 150 mil para o Bitcoin até o final de 2025
Imagem da matéria: Scarpa quer desfecho de ação contra Willian Bigode por golpe cripto: “Já passou da hora”

Scarpa quer desfecho de ação contra Willian Bigode por golpe cripto: “Já passou da hora”

O jogador do Atlético Mineiro está desde o ano passado atrás dos valores investidos na WLJC Gestão Financeira através de Bigode
homem segura com duas mãos uma piramide de dinheiro

Polícia do RJ investiga grupo acusado de roubar R$ 30 milhões com pirâmide financeira

Para ganhar a confiança dos investidores, a empresa fraudulenta fazia convites para assistir jogos de futebol em camarote do Maracanã
Ilustração de moeda gigante de Bitcoin observada por investidores e prestes a ser cortada ao meio

Como será o futuro do Bitcoin à medida que recompensas aos mineradores ficam cada vez menores?

O que vai acontecer em 2140, quando os mineradores de Bitcoin não ganharem mais recompensas por blocos minerados?