Moeda de Bitcoin em cima de cooler
Shutterstock

O dia 3 de janeiro de 2009 marcou o início do mercado de criptomoedas, já que foi numa data como hoje que Satoshi Nakamoto implementou o software por trás do Bitcoin como código aberto e minerou os primeiros 50 bitcoins da história. Em outubro de 2008, o gênio misterioso já havia antecipado o que estaria por vir, com a publicação do white paper do Bitcoin.

Acerca dos primeiros bitcoins emitidos, a operação ficou conhecida como bloco “gênesis”, ou seja, o primeiro bloco, cujos ativos são “ingastáveis”, como explicita um vídeo da Area Bitcoin.

Publicidade

Para cravar o evento na história, Nakamoto inseriu uma manchete do jornal The Times daquele dia que dizia: “Chancellor on brink of second bailout for banks” (“Chanceler está prestes a conceder um segundo resgate para os bancos”. O segundo bloco só foi minerado seis dias depois.

Nakamoto continuou minerando blocos e participando de debates em fóruns até 2011, quando sumiu. Até hoje a carteira do criador do BTC segue sem nenhuma alteração, intocada. Uma movimentação registrada na blockchain seria um dos únicos registros capazes de mostrar que ele ainda está vivo.

Porém, demoraria um tempo ainda para o Bitcoin sair do campo teórico. Foi apenas no dia 22 de maio de 2010 que Laszlo Hanyecz, um programador norte-americano que morava na Flórida, conseguiu pagar por pizzas usando o ativo.

Ele gastou 10 mil BTCs por duas pizzas e o ato ficou marcado como o começo do uso da criptomoeda como meio de troca de fato. Desde então, o evento é comemorado pela comunidade cripto como Pizza Day.

Publicidade

Halving do Bitcoin

Conforme previsto no código do Bitcoin, a partir do bloco gênesis, a cada quatro anos  — ou a cada 210.000 blocos — a quantidade cairia pela metade, um evento chamado de ‘halving’ (ou “reduzir pela metade”) programado para acontecer a cada quatro anos.

Vale lembrar que no início a recompensa por bloco era de 50 bitcoins a cada 10 minutos. Logo, sistematicamente, a emissão da criptomoeda cairia para 25 BTC — o que ocorreu em 2012, depois para 12,5 BTC, em 2016, e assim por diante.

O último halving aconteceu em 2020, com a emissão de novos tokens caindo para 6.25 BTC; agora, em abril deste ano, ela será de 3,125. Vale ressaltar que não dá para precisar o dia exato do halving.

Atualmente, como mostram dados da Mempool, a rede já conta com mais de 824.200 blocos minerados, e a previsão de especialistas é de que o evento ocorra na altura do bloco 840.000.

Publicidade

O código do Bitcoin só encerrará o halving próximo ao ano de 2.140, conforme mostra a figura abaixo, ou seja, quando todos os 21 milhões de Bitcoins forem minerados.

(Reprodução: Area Bitcoin)
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Câmara dos EUA aprova projeto de lei para frear criação de CBDC

Câmara dos EUA aprova projeto de lei para frear criação de CBDC

O apoio à legislação ficou bastante dividido entre os partidos, com muito menos apoio dos democratas em comparação com outros projetos de lei envolvendo criptomoedas neste mês
Celular com logotipo da BInance

Binance vai suspender saques e depósitos de Ethereum para manutenção; veja data e hora

No planejamento da Binance, os serviços serão reabertos assim que a rede for considerada estável
Imagem da matéria: Hacker da Gala Games devolve Ethereum após exploração de US$ 240 milhões

Hacker da Gala Games devolve Ethereum após exploração de US$ 240 milhões

Depois que 5 bilhões de tokens GALA foram cunhados e roubados na segunda-feira, a Gala Games recuperou parte dos fundos em ETH – e ainda está descobrindo o resto
Smartphone mostra logotipo da Receita Federal; ao fundo, um leão

Prazo para entrega do Imposto de Renda termina nesta sexta; veja como declarar criptomoedas

Com mudanças neste ano na declaração de criptomoedas, o contribuinte precisa ficar atento para não perder o prazo do Imposto de Renda, que vai até o dia 31