Imagem da matéria: Bitmain divulga estatística de poder de mineração de Bitcoin e diz ter 4% do hashrate
(Foto: Pixabay)

A gigante da mineração de Bitcoin, a chinesa Bitmain, publicou estatísticas internas de suas operações no final de julho. Segundo a empresa, a ação faz parte de um esforço amplo na questão de transparência, afirmou a CCN.

Disponíveis no blog da companhia, os números chamam a atenção. A mineradora diz que o hardware de sua empresa está explorando três algoritmos: SHA256 (1.692 PH/s), ETHASH (339.7 GH/s) e SCRYPT (44.2 GH/s). Segundo a Bitmain, esses relatórios terão publicações regulares.

Publicidade

No entanto, o que impressiona é o poder de mineração que ficou implícito. Não é revelado quais criptomoedas a Bitmain tem explorado e nem como o montante é distribuído, mas mesmo que toda a matriz de ASICs SHA256 fosse direcionada ao Bitcoin, representaria apenas 4% do hashrate da rede, que atualmente é de 41,83 EH/s, de acordo com BitInfoCharts .

A Bitmain tem ouvido críticas ferrenhas sobre ela ter um suposto controle da rede do Bitcoin e de outros blockchains, e estes números podem não convencer a maioria dos mais ferozes críticos.

A fabricante dos chips ASICs também fez um ‘desabafo’.

Acusada, segundo ela, ‘injustamente’ de abrigar uma operação secreta de mineração, o comunicado afirmou que a Bitmain tem uma “política de tolerância zero” contra mineração com equipamentos que não foram liberados para o público em geral e usa esses dispositivos apenas em pequenos testes.

Da mesma forma, a mineradora negou que destrói propositalmente os blocos vazios de Bitcoin blocos que não contêm outras transações além de recompensas. Esta resposta foi direcionada a críticos que a acusou dessa atividade para outros fins, como, por exemplo, aumentar o congestionamento da rede.

Publicidade

A empresa também disse vai investigar todos os casos que possa vir a acontecer com esses blocos vazios e os tornará público.

Abertura de capital

Esta iniciativa de transparência não está acontecendo do nada. A Bitmain, que recentemente levantou cerca de US$ 400 milhões com financiamentos, o que a levou a uma avaliação de US$ 12 bilhões, está se preparando para abrir o capital no final deste ano na Bolsa de Valores de Hong Kong (HKEX).

A empresa supostamente espera levantar mais US$ 1 bilhão em uma avaliação de US$ 15 bilhões, o que a colocaria praticamente a par com a gigante de semicondutores AMD, antes de submeter seus documentos de pedido de Oferta Pública Inicial (IPO).


Compre Bitcoin no Celular

A BitcoinTrade é a melhor plataforma para operar criptomoedas do Brasil.
Compre Bitcoin, Ethereum e Litecoin com segurança e liquidez, diretamente pelo app.
Baixe agora e aproveite, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
Imagem da matéria: '101 Perguntas sobre Bitcoin': Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

‘101 Perguntas sobre Bitcoin’: Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

A obra discorre os princípios técnicos da moeda até suas implicações socioeconômicas no contexto atual, de modo a proporcionar um entendimento profundo ao público geral
Moeda do Bitcoin envolta por raios (Lightning Network)

Lightning Labs está trazendo stablecoins para a blockchain do Bitcoin

“Ideia é ter dólares criptografados e stablecoins na blockchain do Bitcoin”, explicou Elizabeth Stark, CEO da Lightning Labs
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Análise: o preço do Bitcoin está novamente sendo ditado pela política do Fed

“Análise dos últimos 40 dias revela uma maior alinhamento com as expectativas de taxa de juros para junho”, diz firma de análises CoinShares