Imagem da matéria: Bitcoin supera os US$ 64 mil e flerta com recorde histórico de preço
Foto: Shutterstock

A escalada de preços do Bitcoin (BTC) continua a todo vapor na manhã desta quarta-feira (20) em que o mercado reage a estreia de sucesso do primeiro ETF vinculado ao bitcoin da história dos EUA.

A criptomoeda atingiu um topo de US$ 64.430 na noite passada (19) e, por muito pouco, não ultrapassou a máxima histórica de US$ 64.860, registrada em abril.

Publicidade

Nesta quarta-feira, o bitcoin continua próximo do importante nível, com um leve recuo para US$ 63.810 mas ainda em alta de 2,5% nas últimas 24 horas, segundo o CoinMarketCap. Nas corretoras brasileiras, o ativo é encontrado por volta de R$ 357 mil, como mostra o Índice do Portal do Bitcoin.

Embora o BTC não tenha superado o recorde no dólar e nem no real — nesta terça (19) o BTC chegou a atingir R$ 358 mil, pouco abaixo do recorde de R$ 376 mil —, o ativo foi capaz de ultrapassar as máximas frente a moedas como o euro, iene japonês e dólar australiano.

O bom desempenho da moeda é motivado pelo lançamento do ETF de futuros de bitcoin da ProShares na Bolsa de Valores de Nova York. Por volta do meio-dia, os investidores começaram a negociar o ETF por um preço de abertura de US$ 40,88 e, no final do dia, o fundo chegou a US$ 41,94, movimentando um volume de pouco mais de US$ 1 bilhão. 

O número torna o ETF de bitcoin o segundo mais negociado no dia da abertura na história da NYSE. Aliás, o analista da Bloomberg, Eric Balchunas, avalia que esse foi o maior primeiro dia de qualquer ETF em termos de volume “natural”, ou seja, que não foi impulsionado por um investidor gigante pré-planejado.

Publicidade

Como visto nos preços e na demanda do mercado por esse tipo de produto, a estreia do ETF é um marco de grande importância para o bitcoin e deve atrair ainda mais capital para o setor.

Altcoins voltam para o verde

As criptomoedas que mais valorizam hoje entre as 100 principais do mercado são duas vinculadas a exchange: a OKB em alta de 22,7% e a Huobi Token (HT) que sobe 10,3%.

A Binance Coin (BNB), no entanto, está em queda de 0,4% no dia, sendo negociada por volta de US$ 485. A Dogecoin (DOGE) é a segunda criptomoeda do Top 10 que acompanha a BNB no vermelho, recuando 1,4%.

Já outras altcoins importantes operam em leve alta na manhã desta quarta, incluindo Ethereum (+1,8%) XRP (+1,4%) e Solana (+0,9%) e  Cardano (+0,2%).

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Michael Saylor está no Brasil para participar de evento do Itaú

Michael Saylor está no Brasil para participar de evento do Itaú

O famoso entusiasta do Bitcoin veio ao Brasil para participar de um evento fechado com clientes do Itaú
Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas

O que é restaking? Tendência polêmica do Ethereum agora é mercado de US$ 8 bilhões 

Protocolos de restaking que permitem gerar nova liquidez com tokens já travados na rede são vistos como “risco sistêmico” por Vitalik Buterin, criador do Ethereum
Miniaturas de homens em cima de moeda de Bitcoin gigante fazendo medição pela metade

Contagem regressiva para o halving: MB destaca a importância do evento para o mercado cripto

O Mercado Bitcoin também evidencia como surgiu o halving e quais os mecanismos utilizados para reduzir, pela metade, as emissões da moeda digital mais relevante do mercado
moeda de bitcoin à frente da bandeira de hong kong

Por que os ETFs de Bitcoin e Ethereum em Hong Kong são importantes para o mercado

Aprovação dos ETFs de Bitcoin e Ethereum podem abrir espaço para investidores da China e dar uma vantagem competitiva de Hong Kong sobre os EUA