Imagem da matéria: Bitcoin sobe 4% e bate US$ 9.000; alta em 2020 chega a 24%
(Foto: Shutterstock)

O Bitcoin retomou seu movimento de alta após dez dias e superou os US$ 9.001,90 às 18h03 desta segunda-feira (27), com alta de 4,3% no dia.

No Brasil, a criptomoeda chegou a R$ 37.584, segundo o IPB. A alta da cotação em real teve uma leve ajuda do dólar, que fechou hoje em R$ 4,21, maior cotação dos últimos dois meses.

Publicidade

O BTC agora acumula alta de 24% em 2020. O rali teve início no dia 2 de janeiro, saindo dos US$ 6.900 e chegando aos US$ 9.000 nas duas semanas seguintes. Do dia 17 até 25 a criptomoeda teve uma queda de 8% mas voltou a subir no domingo (26), com continuação da alta nesta segunda.

Bitcoin e ouro em alta, mercado acionário em queda

Com a crise do Coronavírus, os mercados acionários no mundo estão operando em queda. O S&P fechou em queda de 1,56% e Nasdaq perdeu 1,89% enquanto o Ibovespa teve o pior desempenho diário do ano, com queda de 3,29%. Na Europa, as principais bolsas caíram mais de 2%. Na Ásia, o índice acionário japonês Nikkei recuou 2,03%.

Na direção contrária, o Ouro valorizou 0,69% no dia enquanto o Bitcoin teve alta de 4%.

O Bitcoin tem mantido uma correlação com o ouro quando se trata de busca por um ativo de proteção. O mesmo aconteceu nas disputas comerciais entre EUA e China.

Principais criptomoedas em alta

Acompanahando o Bitcoin, o dia foi de valorização para as principais criptomoedas do mercado.

Ethereum opera em alta de 1,85% e Ripple sobe 1,38%. Os maiores destaques são Bitcoin SV com 9,08% e Ethereum Classic com 12,2%.

Cardano e EOS também têm fortes ganhos de 7,29% e 8,07%.

A capitalização do mercado de criptomoedas também voltou a se aproxima dos US$ 250 bilhões, maior patamar em 2020.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.

VOCÊ PODE GOSTAR
Casa à beira de rio no Butão

Governo de Butão vai intensificar mineração de Bitcoin no Himalaia com investimento de R$ 2,5 bi

O governo do país asiático vai apostar em hardwares de ponta para compensar os efeitos do halving do Bitcoin que acontece este mês
moeda de Bitcoin à frente do logotipo do Goldman Sachs

ETF de Bitcoin da BlackRock ganha apoio de gigantes de Wall Street, como Goldman Sachs e Citadel

O sucesso dos ETFs de Bitcoin está forçando até os céticos das criptomoedas a clamarem por um espaço no setor
Equipamento de mineração com CPU em uma mesa de escritório com sinal luminoso do Bitcoin atrás

Dificuldade de mineração do Bitcoin bate recorde em último ajuste antes do halving

Recorde significa que mineradores estão correndo para garantir a recompensa de 6,25 BTC por bloco antes do halving
Imagem da matéria: Corretoras batem recorde de negociações enquanto suas reservas de Bitcoin despencam

Corretoras batem recorde de negociações enquanto suas reservas de Bitcoin despencam

A alta das criptomoedas em março resultou em um recorde de negociações e queda drástica das reservas de Bitcoin das corretoras