Imagem da matéria: Bitcoin quebra novo recorde de preço e supera os US$ 60 mil
Foto: Shutterstock

O preço do Bitcoin (BTC) bateu um novo recorde na manhã deste sábado (13), ao alcançar os US$ 60.322, de acordo com o Índice composto do Coindesk. A alta é de 7,6% em 24 horas.

Enquanto isso, no Brasil, o Índice de Preço do Bitcoin (IPB) indica uma máxima de R$ 333.197. Depois de bater o recorde, a criptomoeda recuou e está sendo negociada um pouco abaixo dos US$ 60 mil.

Publicidade

Até o momento, a valorização é de 3,84%, em reais. O Bitcoin ganhou mais de R$ 12 mil nas últimas 24 horas. A máxima anterior registrada pelo IPB era de US$ 58.321, ou R$ 319.831. 

Os números impressionam: há um ano o ativo digital teve uma queda brutal de 50%, o que provocou traumas em muitos traders do mercado. Desde então, contudo, a valorização foi mais de 1000%

O que está acontecendo?

Entre as razões que podem ter contribuído para o fenômeno, está a a aprovação do pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão (R$ 10,5 trilhões) pelo governo dos Estados Unidos.

O dinheiro, que vai ser distribuído para a população americana economicamente vulnerável, pode contribuir para aumentar a liquidez do mercado de ações e dos criptoativos.

Publicidade

Além disso, o aumento do interesse institucional na criptomoeda também pode ajudar na sua valorização. Na última sexta-feira (12), a Microstrategy (MSTR) anunciou a compra de mais US$ 15 milhões de BTC. Ao todo, a empresa investiu mais de US$ 1 bilhão no ativo apenas nas últimas semanas.

Altcoins também valorizam

A alta do Bitcoin está contribuindo para a subida geral do mercado de criptoativos. Logo, o Ethereum (ETH) está cotado a US$ 1.874 (R$ 10.407), com uma alta de 7,3%, de acordo com os dados do CoinGeko. A Binance Coin (BNB), por sua vez, subiu 7,3% e vale US$ 276 (R$ 1.532).

Outras criptomoedas, como a Polkadot (DOT), Cardano (ADA) e Ripple (XRP) também estão subindo, ao menos, 4% durante o sábado.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Dados do CoinGecko mostram que o Bitcoin subiu cerca de 3% no último dia e no período de uma semana valorizou em 9%
bitcoin e ethereum em grafico vermelho de queda

Bitcoin e Ethereum passam a cair e provocam liquidações de US$ 150 milhões

Tanto o Bitcoin quanto o Ethereum despencaram na manhã de sexta-feira (10), provocando uma onda de liquidação de longo prazo
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
o que é mineração de bitcoin

Dificuldade de mineração de Bitcoin está despencando, mas por quê?

A redução no preço do Bitcoin, combinada com a diminuição das recompensas de mineração, resulta em menos mineradores e em uma rede menos robusta — pelo menos por enquanto