Imagem da matéria: “Bitcoin Não é Confiável Como Reserva de Valor”, Diz José Serra
Político do PSDB José Serra escreveu sobre blockchain (foto: Pedro França/Agência Senado)

O senador e ex-candidato a presidente pelo PSDB, José Serra, escreveu ontem um artigo para o jornal Estado de São Paulo no qual destrincha os mecanismos de funcionamento do Bitcoin para, ao final, adotar um tom crítico.  

Ele recupera alguns dados interessantes, como a primeira compra de um produto com a criptomoeda — duas pizzas de US$ 25 que foram compradas por 10 mil Bitcoins em 2009 (na verdade, a data correta é 2010), o que daria 100 milhões de dólares hoje. E também menciona a clássica comparação com a febre das tulipas na Holanda.

Publicidade

O problema

Mas o político, que também é economista, faz um caminho didático sobre dinheiro eletrônico. Ele descreve os processos de transferência por meio das chaves criptografadas e o papel dos mineradores na detecção de fraudes, que sempre pressupõem que a senha privada não seja roubada. “Aí está o problema”, escreve Serra, “no bitcoin não há uma autoridade central que tenha poder de reverter transações ilegítimas”.

O tucano entendeu bem o funcionamento do blockchain e descreve o processo como à prova de fraudes:

“Quem quisesse fraudar os registros teria de ter capacidade de processamento maior do que a soma dos demais participantes, pois precisaria refazer todo o encadeamento de autenticações em velocidade superior à dos demais mineradores. Impossível”.

Para ele, o mérito do Bitcoin é o blockchain, uma inovação técnica que será capaz de reduzir os custos de transações, registros de propriedade e contratos. Contudo, sobre a primeira moeda digital em si, o texto é bastante crítico.

Ineficiências

Como meio de pagamento, é ineficiente. Como unidade de conta, diz, tem um problema o valor oscila muito e os preços flutuariam em excesso. Além disso, também não seria confiável como reserva de valor. O argumento de Serra é o seguinte:

“embora o sistema preveja uma oferta final de 21 milhões de bitcoins, nada impede que outras criptomoedas inundem o mercado, reduzindo o valor de todas”.

Apesar das críticas, o ex-candidato a presidente nota que as aplicações de novas tecnologias na economia são imprevisíveis. “O caminho para sua utilização prática é tortuoso, dramático e surpreendente, em geral fazendo chacota dos futurólogos”, finaliza.

Publicidade

O tempo dirá se sua previsão sobre o Bitcoin não se tornará motivo de chacota.

 

BitcoinTrade

A primeira plataforma Brasileira que você pode comprar com segurança utilizando o seu Cartão de Crédito como forma de pagamento. Eles aceitam Visa e Mastercard. A BitcoinTrade ainda conta com certificação de segurança PCI Compliance, a única no Brasil. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Close na mão de candidato preenche gabarito com lápis preto

Novo concurso do BNDES pede conhecimento em criptomoedas e blockchain; Salário é de R$ 20,9 mil

São 900 vagas para vários cargos, incluindo cadastro de reserva e cotas para candidatos negros e pessoas com deficiência
Imagem da matéria: Usuários da 99Pay têm chaves PIX vazadas, alerta Banco Central

Usuários da 99Pay têm chaves PIX vazadas, alerta Banco Central

Também foram potencialmente expostos dados como nome do usuário, CPF com máscara, instituição de relacionamento, agência e número da conta
piramide financeira criptomoedas

MP denuncia quatro envolvidos na pirâmide financeira do “Príncipe do Bitcoin” 

Por meio da A.C. Consultoria, os golpistas causaram prejuízo de R$ 234.600 a vários investidores de Campos dos Goytacazes
mão segura celular com logo do whatsapp

WhatsApp pirata pode estar minerando criptomoedas no seu celular sem você saber

Conhecidos como WhatsApp GB, Aero e Plus, as cópias não autorizadas do app oficial da Meta podem abrir portas para vazamento de mensagens, fotos e áudios, dizem especialistas