Imagem da matéria: Bitcoin e Ethereum têm leve alta após aumento da taxa de juros nos EUA
Foto: Shutterstock

O Federal Reserve anunciou nesta quarta-feira (2) que continuará com sua política monetária agressiva para combater a inflação, e os mercados de criptomoedas e tradicionais até agora estão reagindo positivamente às notícias.

O Bitcoin (BTC), a maior criptomoeda por valor de mercado, estava sendo negociado a US$ 20.650 no momento em que este artigo foi escrito, de acordo com dados da CoinGecko, um modesto aumento de 1,1% em 24 horas.

Publicidade

Enquanto o Ethereum (ETH), a segunda maior criptomoeda por valor de mercado, subiu 1,5%, com preço de cerca de US$ 1.600.

O Federal Reserve elevou hoje as taxas de juros em 75 pontos base pela quarta vez consecutiva este ano para combater a inflação — atualmente em uma alta de 40 anos nos EUA.

Com o anúncio de hoje do Fed, as ações também subiram. As negociações de Wall Street ontem estavam instáveis com a notícia de que o mercado de trabalho estava forte e, portanto, o Fed continuaria a aumentar as taxas de juros.

Embora a política monetária agressiva do Fed tenha levado os investidores a buscarem portos seguros como o dólar americano – que viu seu valor disparar –, espera-se que o banco central possa desacelerar o ritmo de seu aperto em breve, uma notícia positiva que pode ter impedido um sell-off hoje.

Publicidade

“Ao determinar o ritmo de aumentos futuros na faixa da meta, o Comitê levará em consideração o aperto acumulado da política monetária, as defasagens com que a política monetária afeta a atividade econômica e a inflação e os desenvolvimentos econômico-financeiros”, diz o pronunciamento do Fed.  

Impacto no mercado cripto

O Bank of America disse em um relatório de quarta-feira que espera que “o presidente abra a porta para um ritmo mais lento de aumentos a partir de dezembro”.

Juntamente com a inflação, a invasão da Ucrânia pela Rússia e a crise energética da Europa também levaram investidores de todo o mundo a vender suas participações em ações. Uma política agressiva do Fed pode prejudicar a esfera cripto, disseram especialistas ao Decrypt.

O analista sênior de mercado da OANDA para as Américas, Edward Moya, disse: “Os ativos digitais vão ter dificuldades aqui se o Fed permanecer firme no combate à inflação”.

Publicidade

“A economia não está enfraquecendo com rapidez suficiente para justificar uma redução com aperto e isso pode pesar sobre as criptos”, acrescentou. “A correlação do Bitcoin com as ações dos EUA permanece intacta e provavelmente continuará até que a inflação diminua significativamente”, disse Moya.

Bitcoin e Ethereum ainda subiram 2,1% e 8,4%, respectivamente, nos últimos sete dias. E Dogecoin, a “moeda meme” apoiada por Elon Musk, é uma exceção no espaço digital: a moeda subiu 106% na semana passada desde que o homem mais rico do mundo comprou o Twitter.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.co

Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis! 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Dados do CoinGecko mostram que o Bitcoin subiu cerca de 3% no último dia e no período de uma semana valorizou em 9%
Ilustração da memcoin em Solana Bonk

Como criar uma memecoin em Solana com a Pump.fun

Protocolo viralizou ao permitir a qualquer pessoa criar uma criptomoeda por cerca de R$ 15
Imagem da matéria: Fundos cripto do Brasil e Hong Kong são os únicos com fluxo positivo na última semana

Fundos cripto do Brasil e Hong Kong são os únicos com fluxo positivo na última semana

Fundos cripto tiveram a quarta semana seguida de saídas, mas o Brasil segue com tendência positiva ao lado de Hong Kong, que se destaca com a estreia de ETFs
Imagem da matéria: Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Em maio de 2022, o ecossistema da Terra (LUNA) entrou em uma “espiral da morte” que levou uma das criptomoedas consideradas mais promissoras daquele ano a cair para zero em 24 horas